Bloco na Rua chega à sua 3ª edição, neste sábado 31 de março

Música

O público de Manaus tem a programação da 3ª edição do Projeto Bloco na Rua que vai ter como tema “Ocupações Artísticas” cultural variada, com cinema, música, artes cênicas, instalações visuais, além de atrações surpresas. O evento acontecerá neste sábado (31/3), a partir das 16h, na Rua São José Clemente, Centro Histórico de Manaus, com entrada gratuita.

Para esta edição, estão confirmadas as atrações musicais Casa de Caba, Jamrock (RR), O Tronxo, Maracatu Pedra Encantada, Gramophone, Pororoca Atômica e nos intervalos DJ Set: Madruga Músicas do Mundo.

Durante o evento, também haverá performances artísticas, vídeo mapping por Keila Serruya, exibição de documentário sobre fanzine, área de alimentação e espaço infantil.

A produtora Anália Nogueira, uma das organizadoras do Bloco, conta que as duas últimas edições do evento fizeram bastante sucesso e este ano são esperadas mais de 3 mil pessoas para a festa. “A primeira edição aconteceu em 2016 e reuniu cerca de 3 mil pessoas na rua Barroso. Começamos com uma proposta para que as bandas autorais independentes pudessem entrar no circuito carnavalesco e, com isso, realizar o primeiro evento de Carnaval de rua destinado à cena alternativa de Manaus”.

Anália também destaca a importância do evento, que vem crescendo e fomentando a cultura no Amazonas, além de trazer uma estrutura de qualidade que pode atingir diversos públicos.

“A cada ano, migramos para ruas próximas ao Teatro Amazonas, pois percebemos que lá é um eixo cultural bem forte e que as pessoas já estão acostumadas a se reunir em torno desse espaço cultural. Conforme vão passando os anos, nós vamos ganhando um corpo bem maior e o intuito é que nas próximas edições possamos fazer um circuito percorrendo uma avenida e assim atingir mais pessoas”, explica.

O Bloco na Rua é uma realização da banda Casa de Caba, da produtora Chá de Papoulas e do Movimento Cultural Pirão AM, com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), e da Prefeitura de Manaus, através da Manauscult.

 

Fonte – Secom

Deixe uma resposta