Festival Amazonas de Ópera estreia no Teatro Amazonas neste mês de abril

Música

Entre os dias 28 de abril e 2 de junho, o Amazonas será destaque no mundo da música clássica, com a 21ª edição do Festival Amazonas de Ópera (FAO), que contará, na programação, com uma estreia mundial, no palco do Teatro Amazonas. Trata-se da obra “Kawah Ijen”, do compositor brasileiro João Guilherme Ripper, que foi encomendada especialmente para a ocasião. O FAO 2018 é uma realização do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), com patrocínio do Bradesco Prime – que celebra 10 anos de parceria com o festival –, além do apoio da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC) e da Aliança Francesa.

A ópera “Faust”, de Charles Gounod, que abrirá o festival, fará uma homenagem aos 200 anos do nascimento do famoso compositor francês. Já “Florencia en el Amazonas”, do mexicano Daniel Catán, contará a história de Florencia, uma heroína amazonense que embarca em um navio na Colômbia com destino a Manaus, numa viagem cheia de surpresas.

Com uma produção inteiramente amazonense, “Dessana, Dessana”, de Adelson Santos, exibirá a identidade amazônica, com novas linguagens, totalmente contemporânea; enquanto a “Acis and Galatea”, ópera barroca do alemão George Handel, inspirada no mito grego, num libreto de John Gay, trará transcrições para os mitos amazônicos.

Os ingressos estão disponíveis na bilheteria do Teatro Amazonas e no site www.aloingressos.com.br, com valores que vão de R$ 5 a R$ 60.

O secretário de Cultura, Denilson Novo, conta que, durante a temporada de ópera, também acontecerão atividades paralelas nos centros de convivências, shoppings, Teatro da Instalação e nos municípios de Manacapuru, Iranduba (no distrito do Cacau Pirêra) e em Novo Airão.

“A nossa proposta é aproximar a população deste evento que tem proporções internacionais e mostrar que a ópera também é acessível a todos”, afirma Denilson Novo.

Parcerias

O titular da pasta de Cultura ressalta que esta edição tem importantes parcerias com países como Indonésia, Portugal, França e Colômbia.

“A Indonésia traz um elemento novo na história do Festival, o Gamelão, instrumento típico das Ilhas de Java e Bali, único na América Latina e que será tocado por percussionistas de Portugal”, comenta o secretário. “A Colômbia contribuirá com figurinos e cenários de ‘Florencia’”.

Destaca-se, ainda, a parceria com a Aliança Francesa, que garantiu as aulas preparatórias para o Coral do Amazonas, que, em uma das montagens, cantará em francês.

Elenco

Com direção artística de Luiz Fernando Malheiro e direção artística adjunta de Marcelo de Jesus, o festival terá participação de todos os Corpos Artísticos da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), além de artistas e produtores internacionais.

“Para nossas montagens, como o ‘Faust’, conseguimos reunir um elenco de primeira qualidade como cantores internacionais, a começar pela Isabelle Sabrié, francesa que mora em Manaus; o baixo-barítono Homero Perez, o barítono uruguaio Marcelo Guzzo, o tenor italiano Alessandro Luciano, a mezzo-soprano espanhola Anna Gomà e dois cantores amazonenses que estão sobressaindo nos últimos anos, que são a Thalita Azevedo, mezzo-soprano; e o Joubert Júnior, barítono”, garante Malheiro. “Estou muito contente com o elenco e com os trabalhos”.

Sobre o Bradesco Cultura

Com mais de 350 projetos patrocinados anualmente, o Bradesco demonstra que acredita que a cultura é um agente transformador da sociedade. O Banco apoia iniciativas que contribuem para a sustentabilidade de manifestações culturais que acontecem de norte a sul do País, reforçando o seu compromisso com a democratização da arte. Com apoio a eventos regionais, museus, feiras, exposições, centros culturais, orquestras, musicais e muitos outros. A instituição tem, ainda, uma plataforma de naming rights com o Teatro Bradesco, que conta com unidades em São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. Em 2018, já passaram pela Temporada Cultural do Bradesco as exposições Julio Le Parc, Mira Schendel e Hilma af Klint, o espetáculo Bibi Ferreira e o Lollapalooza Brasil. Estão em cartaz os musicais Peter Pan e Ayrton Senna, além de diversas atrações confirmadas ao longo do ano, como os festivais de Parintins, Tiradentes, a festa junina de São João do Caruaru, o São João de Campina Grande, ArtRio, MIMO e MADE, entre outras.

 

Fonte – Secom

Deixe uma resposta