‘Música na Estrada’ leva músicos do Amazonas para Boa Vista

Música

Como parte da programação do projeto “Música na Estrada”, músicos do Amazonas desembarcam em Boa Vista (RR) para realizar apresentações e uma série de oficinas. Na agenda tem concerto da Orquestra de Câmara do Amazonas (Oca), show da cantora Karine Aguiar; e masterclasses com a maestrina Natália Sakouro, com os violonistas Benjamin Prestes e Carlos Junior, com o maestro Bruno Nascimento e com o percussionista Ygor Saunier.

No sábado (07/04), a Orquestra de Câmara do Amazonas (Oca), que faz parte dos Corpos Artísticos da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), fará um concerto no Centro Amazônico de Fronteiras (Caf), às 20h, com entrada gratuita. A apresentação, que terá regência do maestro Marcelo de Jesus, contará com a participação da cantora Carol Martins, do Coral do Amazonas.

A orquestra já participou de outras edições do festival, sempre apresentando espetáculos diferentes, fazendo um trabalho de formação de plateia. “A Oca já esteve em Boa Vista, pelo Música na Estrada, em outros momentos. Primeiro, escolhemos um repertório com obras mais palatáveis para o público, para uma apresentação mais didática, quase lúdica. No segundo momento, ainda num processo de formação, mostramos a função dos solistas, sempre interagindo com a plateia na apresentação de cada obra”, conta Marcelo de Jesus. “Dessa vez estamos levando um concerto diferente, com um repertório mais complexo e sem essa interatividade”, comenta.

No programa do concerto estão clássicos como “Divertimento nº 1 in D major, KW 136”, de Mozart e “Sinfonia in Sol menor”, de Johann Adolf Hasse; além das canções populares: “Ave Maria”, “Por você” e “Tigresa”, que serão cantadas por Carol Martins. “A obra de Hasse, por exemplo, foi pouco executada no Brasil, mas, ao mesmo tempo, temos três músicas populares, de diferentes vertentes, para mostrar o outro lado da orquestra, que foi o primeiro grupo de Manaus a misturar música clássica e popular em um concerto”, afirma Marcelo de Jesus.

O maestro também destaca a importância do intercâmbio entre artistas da região. “O projeto é muito interessante porque não é de mão única. Ele permite uma troca muito importante para a comunicação entre os artistas da região amazônica. Temos muitos talentos, mas, muitas vezes esbarramos na dificuldade geográfica. Unir os estados e fazer com que a região converse melhor já é um grande ganho”, pontua.

Jungle jazz – No domingo, dia 8, às 19h, será a vez de Karine Aguiar apresentar o show “Jungle Jazz – Sons amazônicos”, também no CAF, com entrada gratuita.

O repertório do show conta com canções do CD “Organic”, assim como obras do cancioneiro amazônico, clássicos do Jazz e da Música Popular Brasileira. Na apresentação, Karine terá a companhia dos músicos Anderson Farias (piano), Hudson Alves (baixo acústico) e Ygor Saunier (bateria amazônica).

Oficinas – Durante toda a semana, também acontecerão oficinas ministradas por artistas do Amazonas. Tem oficina e ensaios de Canto Coral e técnicas vocais, com Natália Sakouro, maestrina e professora de Canto Lírico do Madrigal Ivete Ibiapina, que faz parte dos Corpos Artísticos da SEC; de violão, com Benjamin Prestes e Carlos Junior, integrantes da Orquestra de Violões do Amazonas (Ovam), outro Corpo Artístico da SEC; de Regência e práticas orquestrais, com maestro Bruno Nascimento, maestro preparador do Grupo Vocal do Coral do Amazonas; e de percussão, com Ygor Saunier, baterista, percussionista e pesquisador dos ritmos musicais amazônicos.

Fonte – Secom

Deixe uma resposta