Sesc divulga programação das últimas edições de 2018 do Palco Giratório

Música

Os movimentos da dança e a alegria do circo darão o tom das últimas atividades do ‘Palco Giratório em 2018’. Quatro espetáculos, quatro oficinas e um encontro com companhias nacionais estão previstos para ocorrerem nos meses de setembro (11, 12, 23, 24, 25 e 26), outubro (2, 3 e 4) e novembro (5, 6, 7 e 9). As atividades gratuitas são promovidas pelo Sesc Amazonas.

A Cia dos Palhaços de Curitiba (PR) abrirá a programação de setembro com a comédia musical “Concerto em Ri Maior” encenada pelo maestro e palhaço Wilson Chevchenco e seu fiel amigo Sarrafo. O espetáculo será apresentado no dia 12, no Teatro Amazonas, as 20h. A companhia irá promover, dia 11, a Oficina do Sarrafo, no Sesc Centro, rua Henrique Martins, n 427.

Ainda em setembro, dia 25, o grupo Circo no Ato do Rio de Janeiro (RJ) apresenta o espetáculo “A Salto Alto”, no Teatro Amazonas, as 20h. A trama coloca em discussão o consumismo desenfreado da sociedade contemporânea. Nos dias 23 e 24 a companhia irá realizar a oficina ‘Elementos da acrobacia para criação cênica’, no Sesc Centro, das 14h às 18h.

Finalizando as atividades de setembro, dia 26, as 18h, o Casarão de Ideias recebe o encontro ‘Pensamento Giratório’ que visa compartilhar estratégias de gestão, produção e metodologias com os envolvidos no cenário cultural local. O Casarão fica localizado na rua Barroso, n. 279, no Centro.

No mês das crianças, A La Cascata Cia. Cômica de São José dos Campos (SP) apresenta o freak-show de humor “Animo Festas”, dia 4, as 19h, no Teatro da Instalação, na rua Frei José dos Inocentes, s/n, Centro. Na trama, o palhaço Klaus detalha suas memórias no submundo das festas infantis. A oficina da companhia intitulada ‘Cascatas Cômicas’ será realizada nos dias 2 e 3 no Sesc Centro, das 15h às 18h.

Em novembro, a Cia Ateliê do Gesto de Goiânia (GO) apresenta o espetáculo de dança “O Crivo”, inspirado na obra Primeiras Estórias, de João Guimarães Rosa. As apresentações serão realizadas em Manaus, no Teatro Amazonas, dia 7, as 20h, e em Manacapuru, no Sesc Restauração, dia 9, as 19h. Já a oficina ‘Relação entre corpo e suas aplicações espaciais’ será nos dias 5 e 6, no Sesc Centro, das 14h às 18h.

Para a coordenadora de dança do Sesc AM, Jennyfer Lages, o Palco Giratório tem uma importância muito grande para a classe artística do Amazonas e todos os lugares por onde o projeto perpassa porque traz um processo de formação além da contribuição estética que o projeto produz. O estado recebe o projeto há 20 anos.

“O acesso das pessoas aos espetáculos nacionais, espetáculos que circulam na América Latina e espetáculos de grande visibilidade que o Brasil possui. Nós recebemos grupos e espetáculos que compõem todo o cenário da dança, do teatro e do circo na nossa região e isso é de suma importância para fortalecer os trabalhos dos artistas locais que desenvolvem sua arte”, disse.

Palco Giratório

O projeto visa apoiar manifestações artísticas voltadas para o desenvolvimento cultural e a democratização da cultura nacional. O Palco Giratório é reconhecido no cenário cultural brasileiro como um importante projeto de difusão e intercâmbio das artes cênicas, intensifica a formação de plateias a partir da circulação de espetáculos dos mais variados gêneros.

 

Fonte – Sesc

Foto – Divulgação