Balcão do Agronegócio da ADS viabiliza a venda de sete toneladas de alimentos produzidos por agricultores familiares para uma rede de supermercados em Manaus

Notícias

Excluindo a figura do “atravessador”, uma parceria entre produtores rurais e o Governo do Estado, e o Balcão de Agronegócio da Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), vem apresentando resultados positivos, garantido venda certa da produção para estabelecimentos comerciais do Estado e alavancando a economia da agricultura do Amazonas.

Na quarta-feira (9), sete toneladas de alimentos, entre jerimum e macaxeira, produzidos em comunidades rurais de Careiro da Várzea, foi entregue à rede de supermercados Nova Era.

Proprietário de um sítio na comunidade Curuçá no Careiro da Várzea e cadastrado no Balcão de Agronegócio há dois anos, o agricultor Átila Nascimento conseguiu vender toda sua produção de jerimum. Ele cultiva desde os 12 anos e vê no programa, a garantia de venda e lucro certo. “Antes, eu vendia para o atravessador. Era muito ruim, pois não tinha lucro, mas agora, depois do programa, tudo melhorou. O lucro é maior e as vendas são certas”, declarou muito contente o produtor.

Preço bom e qualidade de excelência – Antes de oficializar a entrega aos grandes supermercados, os alimentos passam por uma inspeção minuciosa de funcionários da gerência de Regularização de Produtos da ADS, órgão vinculado ao Sistema Sepror (Adaf, Idam, ADS, Sepa e Seapaf). “O objetivo é confirmar que os todos os produtos estão aptos para serem consumidos e que estão dentro do padrão exigido pelo estabelecimento comercial. A gente faz uma checagem geral e somente depois é que descarrega os produtos”, explica o gerente da ADS, Mário Moura.

Para o gerente de compras do supermercado Nova Era, Itaúna Carvalho, a parceria é muito importante e ajuda ambas as partes. “Estou satisfeito com a parceria”, declarou.

O que é o Balcão? – O Balcão de Agronegócio, programa criado em agosto de 2016 pela ADS, tem como objetivo encurtar a negociação entre o produtor rural/extrativista (produtores, individuais, famílias, associações e cooperativas) e os consumidores, sejam eles públicos ou privados, facilitando a venda do produto, para o agricultor rural.

Estabelecimentos parceiros – O programa Balcão de Agronegócio tem em sua carta de clientes/parceiros os supermercados: Hiper DB, Carrefour, Baratão da Carne, Nova Era Atacado, Supermercado Vitória, Assaí Supermercados, Atacadão, Big Amigão, Cachaçaria do Dedé, Makro, Oasis água de coco, Qualipopas e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). Este ano, conta ainda com 16 fornecedores cadastrados e mais de 13 municípios participantes do programa.

Os produtos vendidos são abacaxis, abóboras, abobrinhas, açaí, bananas (variedades), carás, carne bovina, cebolinhas, cheiros verde, cocos, couves, jerimuns, laranjas, limões, maracujás, melancias, pescados, polpas e tangerinas.

Apenas nos primeiros quatro meses deste ano, foram comercializados mais de 845 mil quilos de produtos, gerando um valor total arrecadado de R$ 1.138.807,08 em produtos vendidos.

Sem contato com dinheiro – O gerente do Balcão de Agronegócio da ADS, Francisco Newton, afirma que o Programa não possui contato com o dinheiro, apenas fazem a negociação, ‘’Nos fazemos a negociação do produto, damos a conta bancária para o comprador depositar o dinheiro para o produtor rural’’.

A meta é alavancar o setor primário do Estado, e para isso os investimentos foram ampliados.

 

Fonte – Secom

Deixe uma resposta