Curso obrigatório para cooperativas de transporte no Pará, vai ter 50% de desconto

Notícias

Cerca de 65% das cooperativas de transporte do Estado operam com a condução coletiva de passageiros, o que demanda qualificação para um serviço eficiente e seguro. Tal necessidade foi regulamentada na resolução 168 do CONTRAN, através da qual o motorista é obrigado a ter o curso específico de condução. Em articulação com o Centro Amazônico de Ensino Profissionalizante (CAEP), o Sistema OCB/PA negociou desconto de 50% para a capacitação de todas as singulares registradas. O valor integral de R$ 300 passou a ser R$ 150,00, mas com prazo limitado. As inscrições podem ser feitas até o dia 19 de junho para as cooperativas da Região Metropolitana de Belém e as demais até o dia 26 de junho.

O prazo limitado decorre de um futuro reajuste de preços dos Centros de Formação. A biometria dos participantes passará a ser obrigatoriamente realizada na sede dos Centros e os custos da implantação da tecnologia serão repassados para o usuário. A previsão é que a mudança ocorra já no segundo semestre.

Em reunião com o presidente do CAEP, Mário Filho, o Sistema OCB/PA estreitou as negociações para diminuir o valor de cursos aos cooperados. Nesse primeiro momento, se o Sistema fornecer 500 pessoas na Região Metropolitana até Castanhal para participar do treinamento, o desconto será de 50%. Conforme o quantitativo de cooperados inscritos, haverá uma proporcionalidade de descontos maior ou um pouco menor, para facilitar a qualificação dos condutores.

Todas as cooperativas de transporte, seja alternativo ou intermunicipal, com capacidade superior a sete passageiros são obrigadas a participar. O profissional não habilitado com as informações na carteira de motorista, se for fiscalizado por qualquer órgão regulador, sofrerá multa por desenvolver a atividade sem ter o treinamento exigido por norma. “Convocamos as cooperativas interessadas para direcionar os cooperados que não estejam com a qualificação para participarem. Os Detrans não fizeram uma ampla divulgação da resolução, bem como muitos dirigentes não buscaram as informações, o que pode afetar na gestão financeira da cooperativa futuramente. A Lei existe com passividade de punição”, explicou o gerente de desenvolvimento do Sistema OCB/PA, Vanderlande Rodrigues.

A Carga horária do curso é 40 horas. No conteúdo programático, serão trabalhados quatro módulos com os temas: legislação de trânsito específica, direção defensiva, noções de primeiros socorros, respeito ao meio ambiente e convívio social e relacionamento interpessoal. Algumas cooperativas já realizaram o curso da CAEP e o resultado foi positivo.

“Além da obrigatoriedade, a capacitação foi muito importante para os cooperados de modo que conseguimos ver, hoje, efeitos animadores de melhorias no atendimento aos clientes, organização e uniformização. Isso apenas acrescenta credibilidade no trabalho que desenvolvemos”, explicou o presidente da Cooperativa Mista dos Condutores Autônomos e Rodoviários de Buburé, Juvenal Santos.

 

Fonte – OCB/PA

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta