Empreendimentos de Economia Solidária geram emprego e renda em Palmas (TO)

Notícias

Na região Norte da Capital, em uma sala situada na avenida principal da Arno 61, mulheres se reúnem todas as terças e quintas-feiras, através do corte e costura, para fabricação de calcinhas, cuecas e pijamas. Nos outros dias da semana, cerca de 25 pessoas da comunidade estão envolvidas na produção de artesanato com semente do cerrado, bordados em sandália, dentre outros.

O empreendimento está a todo vapor, após a aquisição de oito máquinas de costura que foram adquiridas pela Usina da Moda III Bioarte, da Arno 61, dentro do projeto Desenvolve Palmas, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Emprego (Sedem).

Para a presidente da Associação de Mulheres em Ação de Palmas (Amap), Francisca Lima Barros, a entidade dá empoderamento às mulheres. “Estamos empoderando as mulheres por meio da profissionalização e do incentivo da geração de emprego e renda”, disse.

Do outro lado da cidade, na região Sul, especificamente no Jardim Taquari, outro grupo de mulheres iniciou um empreendimento há cinco meses. Recentemente conseguiu adquirir novas máquinas de costura, por meio do Projeto Desenvolve Palmas. As mulheres empreendedoras já botaram a mão na massa e já estão confeccionando calcinhas, tapetes e pijamas para crianças até dois anos.

A Usina da Moda IV- Fé e Ação, localizada na Avenida T-31,Conjunto 14, Lote 21, no Jardim Taquari, pretende gerar mais emprego na comunidade, é o que defende a empreendedora Cleides Barbosa Alves, que está otimista com o novo empreendimento. “Todos os dias estamos produzindo devagarzinho, mas sempre temos serviços extras”, disse, acrescentando que a ideia é gerar mais emprego na Usina. “Ao todo foram adquiridas nove máquinas de costura industrial e futuramente quero que estas máquinas estejam ocupadas com nove pessoas aqui”, revelou.

O Projeto Desenvolve Palmas da Sedem acompanha 25 empreendimentos de economia solidaria, com ações voltadas para capacitação, organização documental, divulgação e comercialização. O foco do projeto é a geração de trabalho e renda dos grupos assessorados.

O secretário da Sedem, Kariello Coelho, visitou algumas unidades dos projetos de Economia Solidária na manhã desta terça-feira, 30. De acordo com ele, todos os projetos são mapeados e recebem orientação da equipe técnica da Sedem. “Estamos verificando in loco a eficácia dos projetos e a utilização dos equipamentos doados, um bem público e também ouvindo as demandas do setor”, disse, acrescentando que os projetos têm tido eficácia e gerado emprego e renda para comunidade.

Cursos e Oficinas

Ainda de acordo com a Sedem, está prevista para o mês de novembro uma ação promovida pelo Projeto Desenvolve Palmas com foco na formação dos Empreendedores de Economia Solidária e a comunidade. Serão ofertados cursos de capacitação com cinco turmas de 30 alunos, com as seguintes oficinas: Conceituando a Economia Solidária; Princípios do Cooperativismo e Associativismo; Economia solidária, Juventude e Cidadania; Mulheres empreendedoras no Distrito de Taquaruçu; Direitos Humanos e Cidadania no Distrito de Taquaruçu; Formação sobre o Fundo Solidário e Formação e Qualificação Profissional em Vestuário de Moda.

O projeto

O Desenvolve Palmas é um projeto do Governo Federal, Ministério do Trabalho e Emprego e Secretaria Nacional de Economia Solidária executado no Município pela da Prefeitura de Palmas, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Emprego. Seu objetivo é implantar ações integradas de economia solidária para a geração de trabalho e renda local.

 

Fonte – Portal Surgiu

Foto – Divulgação