Governo do Acre levou produtores para conhecer técnica na área de fruticultura

Notícias

Com o objetivo de fortalecer a cadeia produtiva da fruticultura no Estado, o governo levou, na quarta-feira, 18, cerca de 50 produtores rurais para uma visita a uma propriedade localizada no quilômetro 32 da BR-364, em Senador Guiomard, considerada caso de sucesso na utilização da técnica de intercâmbio de fruticultura, método que intercala plantações de frutíferas diversas numa mesma área.

A ação, promovida pelos técnicos da Empresa de Assistência Técnica Extrativista Rural do Acre (Emater), envolveu agricultores dos Polos Agroflorestais Dom Moacyr, Wilson Pinheiro, Nilson Josuá e Dom Joaquim.

Socorro Ribeiro, presidente da Emater Acre, explica que a metodologia de intercâmbio de fruticulturas está inserida no Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Acre (PDSA) que incentiva essa área da produção.

“A Emater entra no projeto para dar assistência técnica aos produtores, sendo uma prestadora de serviço, mediante contrato firmado, da Seaprof [Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar]. O intercâmbio permite trazer os produtores em grupos para visitar um caso de sucesso. Assim, eles podem trocar experiências e visualizar a situação. Isso é melhor que só ouvir a teoria numa palestra técnica”, observa a presidente.

Durante a visita a plantação intercalada de Acerola, Graviola, Mamão, Maracujá e Açaí, o técnico da Emater, Francisco Ferreira de Araújo Filho, o Chico Preto, ia dando explicações aos grupos sobre o que o proprietário da área tinha executado, qual metodologia tinha sido promissora e quais não apresentaram os resultados esperados. “Isso permite que vocês não cometam os mesmos erros na hora de plantar em suas terras”, frisou o técnico.

Experiência proveitosa

Maria da Silva, do Polo Wilson Pinheiro, aprovou a iniciativa do governo em promover a atividade. “Achei uma visita maravilhosa. Andando aqui a gente aprende o que não sabe fazer porque está tendo o ensinamento”, declarou a produtora rural.

Para Ailton dos Santos, do Polo Dom Joaquim, as expectativas diante da possibilidade de diversificar plantações de frutíferas numa mesma área e ter melhor lucro cresceram após a visita técnica.

“Esse é um projeto muito viável para nós. É importante saber como utilizar bem a área que vamos plantar porque temos áreas pequenas e os técnicos que o Estado está cedendo vão nos ajudar a fazer o melhor.

Com isso, esperamos crescer na produção de frutíferas e ter bons resultados”, afirmou Ailton Silva.

Nos próximos meses, os produtores participarão de cursos que irão ensinar os métodos que devem ser utilizados no plantio e cuidado de cada tipo de frutífera. A qualificação será gratuita, ministrada por técnicos da Emater.

“A expectativa do governador Tião Viana é aumentar a nossa produção de frutas para que o mercado acreano seja abastecido com a produção local”, concluiu Socorro Ribeiro.

 

Fonte – Governo do Acre

Deixe uma resposta