Mapa fará seminário com servidores para debater mudanças no sistema de inspeção

Notícias

Assim que for definido o novo modelo de inspeção da Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA), será feito um seminário com os servidores do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para esclarecer todas as dúvidas sobre a proposta. A informação foi dada pelo secretário de Defesa Agropecuária, Luís Rangel durante reunião com representantes da Anteffa (Associação Nacional dos Técnicos de Fiscalização Federal Agropecuária), Ansa (Associação Nacional dos Servidores da Agricultura) e da Astecca (Associação Nacional dos Servidores Técnicos, Administrativos e Auxiliares do Mapa) para discutir a modernização da SDA.

Os dirigentes manifestaram apoio à proposta e se colocaram à disposição para contribuir com as discussões logo após a apresentação oficial do projeto. “Estamos aqui para participar do processo e contribuir com as discussões”, afirmou o representante da Anteffa, Gabriel Álvaro de Amorim. O secretário-executivo do Mapa, Eumar Novacki, disse que o diálogo estará sempre aberto e reafirmou a importância da participação das entidades no processo de discussão das propostas.

Durante a reunião, o secretário-executivo reafirmou que a ideia inicial do projeto é modernizar o sistema de fiscalização, tornando-o mais eficiente e inclusivo. Disse que a proposta ainda se encontra em estudo e que espera a contribuição dos servidores. Novacki lamentou que estejam ocorrendo distorções da proposta. “Nunca cogitamos acabar com o sistema de inspeção e nem terceirizar, queremos é torná-lo mais eficiente. Sabemos que a atribuição da carreira de Estado não se delega”, disse.

O representante da Ansa, Francisco de Assis da Silva, também manifestou apoio à proposta e elogiou o fato de o ministério estar aberto ao diálogo. “A Ansa está aqui para somar. Nossa preocupação é com os servidores da administração.” O diretor da Astecca afirmou que a entidade tem muito a contribuir nesse processo e garantiu que tem experiência em mudanças. Carlos Alberto Ferreira Júnior lembrou que já foi coordenador de recursos humanos do Mapa e foi o responsável por unir agrônomos e veterinários em uma carreira única.

Fonte – Ascom/Mapa

Deixe uma resposta