Parceria entre Ministério do Trabalho e Dieese fortalece economia solidária no Brasil

Notícias

A economia solidária, atividade em ascensão no país, contará com mais estímulos para seu fortalecimento. Até 2020, pesquisas e estudos sobre o setor serão publicados, além do desenvolvimento de ferramentas para georreferenciamento. Os resultados serão utilizados para a construção de políticas e ações em prol da atividade. A iniciativa é do Observatório Nacional da Economia Solidária e do Cooperativismo (Onesc), em parceria com o Ministério do Trabalho, e tem o objetivo de promover os Empreendimentos Econômicos Solidários (EES).

Analista técnico de políticas sociais da Subsecretaria Nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho (Senaes), Robert Paula Gouveia explica que o Onesc existe como ferramenta de informações dos mais diversos tipos. “É uma fonte sobre o tema com abrangência territorial, subdividido por regiões, estados e municípios. É rico manancial de dados capaz de municiar os empreendimentos de economia solidária e seus representantes no momento, por exemplo, de um processo de tomada de decisões”, detalha.

Gouveia dá uma dica para os representantes de EES: “eles devem procurar o Onesc para saber mais sobre a temática ou para tirar dúvidas. Isso serve para aqueles que já conhecem o tema ou mesmo estão inseridos nele diretamente”. A sugestão do analista está atrelada às diversas ações que o observatório realiza, a exemplo de palestras e minicursos, como forma de treinamento, tanto para os representantes dos EES, como para os agentes públicos que trabalham com a temática.

Saiba mais sobre o Onesc – O Observatório nasceu de uma parceria entre a Senaes, o Ministério do Trabalho e o Departamento Intersindical de Estudos e Estatísticas (Dieese). O projeto foi iniciado em 2015 e tem como objetivo dar mais visibilidade à economia solidária no país.

O escopo de trabalho do observatório é conhecer as características dos territórios onde a atividade está presente, apoiar os empreendimentos e ser uma ferramenta para gestores e para organizações coletivas na elaboração de planos, formulação de agendas, no desenvolvimento e monitoramento de políticas públicas para o setor.

O Onesc, além de contribuir de forma prática para os empreendimentos econômicos solidários, fortalece ferramentas relevantes do setor, como o Sistema de Informações da Economia Solidária (Sies) e o Cadastro Nacional de Empreendimentos Econômicos Solidários (Cadsol).

Como procurar o Onesc – Os interessados podem procurar o observatório por meio do Portal do Onesc, que reúne indicadores, estatísticas, mapas e perfil das organizações e empreendimentos da economia solidária no Brasil. Também é possível buscar informações sobre o associativismo popular, cooperativas da agricultura familiar e de catadores de materiais recicláveis no Brasil, regiões, estados e municípios. Além do portal, mais informações podem ser obtidas pelo (61) 2031-4020.

Números da Economia Solidária, segundo o Cadsol:

EES cadastrados: 20.452
EES enviados para análise: 4.140
EES em análise: 1.040
Ministério do Trabalho

 

Fonte – Ministério do Trabalho

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta