Programa DASUS seleciona para atividades de pesquisa e desenvolvimento projetos agroindustriais sustentáveis

Notícias

A Fundação de Pesquisas Florestais do Paraná e a coordenação do programa de Pesquisa e Desenvolvimento de Arranjos Sustentáveis (Dasus) – que atua na inovação tecnológica em processos de industrialização de produtos florestais – convida interessados em participar de atividades de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) voltadas aos arranjos produtivos locais de base florestal a serem desenvolvidas nos municípios da região metropolitana de Manaus. Serão investidos cerca de 18 milhões de reais ao longo de 60 meses, com recurso a fundo perdido do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Os beneficiários receberão bolsas de auxilio à pesquisa que variam de R$ 400,00 a R$ 3.000,00/mês, durante 24 meses, conforme a escolaridade. Serão implantadas 20 agroindústrias e um centro de experimentação agroindustrial para o desenvolvimento de produtos e processos sustentáveis de base florestal.

Fortalecimento de empreendimentos comunitários

Os arranjos produtivos locais deverão explorar as vocações econômicas regionais e os preceitos de sustentabilidade financeira, de maneira a consolidar ou fortalecer empreendimentos comunitários que mantenham a floresta em pé e favoreçam oportunidades de sustentabilidade financeira e conservação da biodiversidade. As atividades incluem manejo florestal madeireiro e não-madeireiro, incluindo manejo de fauna silvestre, sistema agroflorestal e turismo de base comunitária.

Marca Amazônia

O coordenador do Projeto na Ufam, professor Fernando Cardoso Lucas Filho, afirma que a Amazônia é uma marca que vem sendo subaproveitada. “Pensamos que não é admissível que uma floresta tão rica em recursos naturais tenha uma população tão pobre. Queremos mudar essa realidade e o caminho é o adensamento das cadeias produtivas regionais. Queremos convencer as pessoas de que a industrialização de recursos naturais de fontes sustentáveis é mais atrativa economicamente do que a retirada da floresta para formação de pastagens, usadas na pecuária extensiva, por exemplo. Nosso papel como universidade é elaborar o plano de negócio, estabelecer a marca, melhorar produtos e seus processos produtivos, buscar as parcerias comerciais até mesmo fora de Manaus, inclusive no exterior, e ensinar a fazer isso numa economia de escala industrial”, destacou o coordenador.

Contato

Os interessados devem entrar em contato pelo e-mail: fecarlu@ufam.edu.br ou telefone (92) 98121-9628.

Fonte – Ufam

Foto – Divulgação