Segunda fase do projeto PRADAM vai beneficiar 800 produtores no Bioma Amazônia

Notícias

Após a conclusão da primeira fase no ano passado, o Projeto de Recuperação de Áreas Degradadas na
Amazônia (PRADAM) retomou as atividades na sexta-feira (20/10), em Sinop (MT) e Paragominas (PA).

Parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), a Embrapa e o Ministério da Agricultura, a iniciativa dissemina
práticas de Agricultura de Baixo Carbono (ABC) na região amazônica.

“O PRADAM mostra aos produtores que com tecnologias ABC é possível produzir em áreas já abertas e que não há necessidade de avançar sobre as florestas para impulsionar a produtividade nas propriedades”, destaca o assessor técnico da Diretoria de Educação Profissional e Promoção Social (DEPPS) do SENAR, Mauro Müzell.

O projeto propaga cinco tecnologias sustentáveis: Sistema Plantio Direto, Recuperação de Pastagens
Degradadas, Florestas Plantadas, Sistemas Agroflorestais e Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF).

A segunda etapa prevê seis dias de campo, com palestras e contato com as práticas desenvolvidas nas
propriedades escolhidas. As atividades serão realizadas nos estados contemplados pelo PRADAM: Rondônia, Acre, Amazonas, Mato Grosso, Pará e Maranhão.

Dentro dessa etapa também serão fornecidos insumos – como adubos, sementes e mudas, entre outros – para seis Unidades de Referência Tecnológica (URTs) inseridas na área de atuação do projeto. Esses produtos serão utilizados para a condução das pesquisas de campo.

No dia 10 de novembro, será realizado um seminário de balanço e perspectivas da iniciativa, em
Brasília. Durante o evento haverá a divulgação dos resultados de um levantamento sobre o impacto das
tecnologias no Bioma Amazônia, preparado pelo Ministério da Agricultura.

Na primeira fase do PRADAM, o SENAR mobilizou 1.113 produtores em 11 eventos realizados. A entidade também foi responsável pela capacitação de 40 técnicos de assistência técnica pública e privada nas tecnologias previstas e na sua metodologia de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG).

Próximos eventos : –

Capixaba (AC) – 27/10

Parintins (AM) – 27/10

Pindaré-Mirim (MA) – 28/10

Porto Velho (RO) – 07/11

 

Fonte – CNA/Senar

Deixe uma resposta