Seminário em Manaus debateu a Interiorização do Cooperativismo de Crédito

Notícias

Para difundir o sistema cooperativista de crédito, a Organização da Cooperativas do Brasil no Amazonas e outros apoiadores realizaram na quarta – feira 13 de junho no auditório da Federação do Comércio do Estado, na R. São Luiz, 555 – bairro Adrianópolis em Manaus, o Seminário Interiorização do Cooperativismo de Crédito. Presente ao evento, o presidente da Federação da Agriculrura do Amazonas ( FAEA ) Muni Lourenço relatou que para uma grande parte de pequenos agricultores e do setor rura o crédito ainda não passa de um sonho e a ida deste modelo vao abrir novas perpectivas de vida ao homem do campo no Amazonas.

Voltado inicialmente para prefeitos, parlamentares, representantes de cooperativas, e associações comerciais e do setor primário, a capacitação envolveu as cidades da região metropolitana de Manaus como Presidente Figueiredo, Manacapuru, Iranduba, Novo Airão, Careiro da Várzea, Rio Preto da Eva e Itacoatiara.

Para José Merched – Presidente do Sistema OCB – Sescoop no Amazonas, o modelo que se ve nas pequenas cidades do interior do estado é muito semelhante ao que aconteceu em Rondônia na década de 90, onde os bancos comerciais e estatais começaram a sair das cidades e dificultando a chegada do crédito junto aos pequenos ruralistas.

O evento teve o cuidado de mostrar as vantagens oferecidas pelo sistema cooperativista de crédito nos termos da lei da lei complementar 161/18. O presidente da Frente Parlamentar do Cooperativismo no Amazonas deputado Luiz Castro da rede enfatizou a necessidade da ida das cooperativas de crédito ao interior e os cuidados necessários para que o modelo se torne rentável como tem sido no restante do país.

O seminário mostrou que no cooperativismo de crédito não existem acionistas ou clientes. Todos os correntistas são donos do negócio e, não havendo acumulo de lucro para um pequeno grupo de pessoas. As cooperativas trabalham em prol de todo o grupo de associados. Estimulando o empreendedorismo, e ensinando o associado a investir, e a poupar de forma bem mais consciente.

Redação Coopnews

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta