SENAR e FAO realizam Dia de Campo em Parintins-AM para disseminar práticas de produção sustentável

Notícias

Em busca de recuperar áreas degradadas utilizando tecnologias de produção sustentável, o Projeto de Recuperação de Áreas Degradadas na Amazônia (PRADAM) – uma parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) – chega ao município de Parintins nesta sexta-feira, 27, com a ação ‘Dia de Campo: produção de volumosos e sistemas integrados na pecuária (iLPF)’.

O evento será realizado no Parque de Exposições Agropecuárias Luiz Lourenço de Souza, no município parintinense e conta com o apoio da EMBRAPA, Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (FAEA), Sindicato Rural de Parintins e Associação dos Pecuaristas de Parintins (APP).

Durante o ‘Dia de Campo’, os produtores rurais terão a oportunidade de participar de palestras com pesquisadores da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e da Embrapa, além de entrar em contato com as práticas desenvolvidas nas propriedades escolhidas.

De acordo o presidente do Sistema FAEA/SENAR-AM, Muni Lourenço, está em construção no Amazonas, um modelo de produção rural que respeita ainda mais o meio ambiente. Segundo ele, o dia de campo proporciona ao produtor rural conhecer esse modelo, que é justamente o iLPF.

PRADAM

A iniciativa é uma parceria entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) e a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). Tem o apoio da Embrapa e do Ministério da Agricultura. Visa disseminar práticas de Agricultura de Baixo Carbono (ABC) na região amazônica.

O PRADAM mostra aos produtores que com tecnologias ABC é possível produzir em áreas já abertas e que não há necessidade de avançar sobre as florestas para impulsionar a produtividade nas propriedades

O projeto propaga cinco tecnologias sustentáveis: Sistema Plantio Direto, Recuperação de Pastagens Degradadas, Florestas Plantadas, Sistemas Agroflorestais e Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF).

As atividades do projeto ocorrem em vários estados da Amazônia legal como: Acre, Pará, Mato Grosso, Maranhão, Amazonas e Rondônia, com seminários e atividades de campo.

iLPF

Sistema de Integração Lavoura x Pecuária x Floresta (ILPF), que se trata de um projeto que visa equilibrar a produção agropecuária utilizando tecnologias adequadas com o desenvolvimento sustentável, sem a degradação do meio ambiente.

 

Fonte – Senar

Deixe uma resposta