Ufam discute pobreza e desigualdades regionais em Fórum Multidisciplinar

Notícias

A questão da fome, pobreza e desigualdades regionais na Amazônia’ é o tema a ser explanado pela primeira edição do Fórum de Discussão Multidisciplinar, promovido pelo Laboratório de Geografia Humana (Lagehu) do Departamento de Geografia do Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais (IFCHS) e pelo Departamento de Economia e Análises da Faculdade de Estudos Sociais (FES), ambos da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), além da participação do Núcleo de Estudos Rurais e Urbanos da Universidade Federal Fluminense (UFF).

Destinada a pesquisadores, estudantes de graduação ou de pós-graduação, gestores públicos, agricultores, representantes de movimentos sociais e demais públicos interessados, a atividade será realizada a partir das 14h dos dias 17 e 18 de maio, no auditório Rio Solimões do IFCHS, no setor Norte do Campus Universitário. O objetivo consiste em oportunizar o diálogo interdisciplinar sobre as mazelas sociais causadas pela desigualdade econômica e, consequentemente, pela fome.

Para participar como ouvinte, é necessário realizar inscrição prévia até a data da abertura do evento, para que seja possível a emissão de certificados de horas complementares. Interessados em submeter resumos científicos para compor o debate devem atentar-se às normas contidas no link e enviar os materiais para o e-mail: forumdiscussaomultidisciplinar@gmail.com, até o dia 12 de maio.

Eixos temáticos

Para abranger os diferentes segmentos da problemática principal, as apresentações serão intercaladas em dez subtemas e as pesquisas submetidas devem estar de acordo com eles, que são os seguintes:

1 – Corporações agroalimentares e gestão do território; 2 – Associativismo, cooperativismo e desenvolvimento regional; 3 – Economia solidária, gênero e relações sociais; 4 – Economia solidária e a extensão universitária; 5 – Políticas Públicas de geração de renda no campo e na cidade; 6 – Ações de combate à pobreza e as desigualdades regionais; 7 – Desigualdade e diversidade nos circuitos espaciais de produção e consumo; 8 – Soberania alimentar, território e sustentabilidade; 9 – Desafios da Autogestão e 10 – Geografia da Alimentação.

Fonte – Ufam

Deixe uma resposta