Começam as fiscalizações nos meios de hospedagem em Parintins

Variedades

Os meios de hospedagens do município de Parintins no Amazonas, começaram a ser fiscalizados na terça-feira (05/06). A ação coordenada pela Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), em parceria com o Corpo de Bombeiros e a Vigilância Sanitária de Parintins, visando verificar licenças sanitárias, condições de higiene e o Cadastur, cadastro obrigatório junto ao Ministério do Turismo (MTur).

“Este trabalho é muito importante, pois vamos in loco verificar as condições desses empreendimentos, no sentido de orientar o que pode ser melhorado e exigir também os documentos obrigatórios para o funcionamento, como o Cadastur”, explicou Robson Guimaraes, da Gerência de Registro e Fiscalização da Amazonastur.

De acordo com o sargento Ademar Lima, do Corpo de Bombeiros, quando o Governo do Amazonas começou a realizar este trabalho em Parintins, a proposta não foi bem aceita, mas agora os empresários entendem a relevância da fiscalização. “Até nos tratavam de maneira hostil, mas hoje eles entendem a importância deste trabalho, afinal, são normas que devem ser cumpridas para que todos estejam em segurança”, destacou.

A fiscalização vai ocorrer até o próximo dia 8 de junho e pretende percorrer todos os meios de hospedagem da Ilha Tupinambarana para assegurar aos visitantes uma estadia de qualidade e com serviços que atendam as expectativas dos turistas durante o Festival Folclórico de Parintins 2018.
Requisitos Legais – A Lei que obriga o ordenamento dos prestadores de atividade turística é a 11.771/2008, a Lei Geral do Turismo. A partir dessa Lei, o cadastro no MTur foi instituído para as empresas e os profissionais de turismo.

O Cadastur é o Sistema de Cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor do turismo e visa promover o ordenamento, a formalização e a legalização dos prestadores de serviços turísticos no Brasil.

 

Fonte – Secom

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta