Cuidados com o pagamento de boletos durante a greve dos caminhoneiros

Variedades

A FEBRABAN sugere alguns procedimentos na eventualidade do não recebimento de boletos bancários em decorrência da paralisação dos caminhoneiros. O cliente deve procurar as agências das concessionárias ou empresas emissoras dos boletos e solicitar a segunda via da cobrança para efetuar o pagamento. Fique atento para não perder o prazo e ter de pagar os encargos cobrados após o vencimento.

É importante ressaltar que o serviço emissão de boletos é estabelecido em contrato entre empresas (escolas, clubes, academias e condomínios, etc.), ou concessionárias de serviços públicos, e os bancos. Portanto, o consumidor deve tentar negociar com as agências das concessionárias ou empresas emissoras dos boletos isenção dos encargos cobrados pelo atraso. Os bancos cumprem o que está estabelecido em contrato.

Outra alternativa para o consumidor é entrar em contato com o SAC da empresa cedente do boleto e solicitar o número do código de barras da cobrança. Com o número, o cliente pode efetuar o pagamento em qualquer dos canais de atendimento que a rede bancária disponibiliza para realizar seus pagamentos: caixas eletrônicos, internet banking, mobile banking ou ainda nos correspondentes, como supermercados, casas lotéricas e agências dos correios, que possibilitam o pagamento de contas de água, luz e telefone com ou sem a fatura.

A FEBRABAN observa ainda que o DDA – Débito Direto Autorizado, serviço bancário disponível desde 2009, elimina a necessidade do boleto impresso. Podem ser acessados eletronicamente pelos consumidores, sem o risco de extravio da correspondência e a alteração dos dados.

 

Fonte – Febraban

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta