Governo do Amazonas realiza evento sobre trabalho social com famílias indígenas

Variedades

A Secretaria de Assistência Social no Amazonas (Seas) em parceria com o Governo Federal via Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), reuniu mais de 50 municípios amazonenses e seus representantes indígenas para um Encontro de Apoio Técnico sobre o Trabalho Social desenvolvido com famílias indígenas no Amazonas. O evento aconteceu na quarta-feira, dia 9, no Centro de Convenções Vasco Vasques. Foram realizados painéis que contribuíram para o aprimoramento de conhecimentos e conceitos da Política Nacional de Assistência Social relacionados aos Povos Indígenas.

O objetivo do evento foi criar um momento de reflexão e troca de experiências visando a qualificação para o trabalho social com famílias indígenas. Para isso, diversos representantes ligados direta e indiretamente à questão indígena estiveram presentes no evento.

Entre os representantes do Governo Federal participaram do evento a diretora do Departamento de Proteção Social Básica da Secretaria Nacional da Assistência Social, Ana Renata Ferreira; a diretora do Departamento de Proteção Social Especial da Secretaria Nacional da Assistência Social, Niusarete Margarida da Silva, a representante da Fundação Nacional do Índios (Funai) em Brasília, Priscila Ribeiro e o procurador geral da República, Fernando Merlotto. O evento contou com diversas lideranças indígenas, entre elas a representante da Coordenação dos Povos Indígenas de Manaus e Entorno (Copime), Marcineia Sateré.

Fator amazônico – Para a titular da Seas, Auxiliadora Abrantes o encontro foi um momento importante para discutir o fator amazônico que envolve as especificidades da região e um desafio na implementação da política de assistência social na região amazônica. “O Ministério do Desenvolvimento Social está em Manaus hoje trabalhando junto com o Governo do Estado na capacitação dos gestores municipais, técnicos da assistência social e trabalhadores do Suas (Sistema Único de Assistência Social) no Amazonas para fazer com que a politica de assistência social com seus serviços, bens e programas consigam chegar até nossas famílias indígenas”, disse a secretária.

Para a diretora do Departamento de Proteção Social Básica da Secretaria Nacional da Assistência Social, Ana Renata Ferreira, o evento é um momento oportuno e de crescimento para os trabalhadores do Suas. “Esse evento é importante para o fortalecimento técnico das equipes que atuam nos Cras (Centros de Referência de Assistência Social), Creas (Centros de Referência Especializados de Assistência Social) e outros equipamentos sociais que trabalham com as famílias e aqui ainda discutimos a especificidade da questão indígena que é uma prioridade”, destacou.

Povos indígenas – O Estado do Amazonas possui a maior população indígena do país. De acordo com o presidente da Fundação Estadual do Índio (FEI), Amilton Gadelha, são 200 mil registrados no Amazonas, com 66 etnias e 28 línguas nativas. “Nossa expectativa com o aprendizado deste encontro é poder levar mais direito à cidadania aos povos indígenas, que possamos, em muitos lugares que ainda estão na condição de sub-cidadãos, ir para um estado de cidadão pleno”, destacou.

O presidente da Copime, Turí Sateré, destaca que eventos como este abrem a possibilidade de um diálogo importante com o Estado. “Somos 25 mil indígenas e 45 etnias em Manaus e essa população ainda está invisível. Nosso objetivo é fazer eles existirem com seus direitos. Está sendo proveitoso dialogar com o Governo”, disse.

 

Fonte – Secom

Deixe uma resposta