Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do Inpa foca em atividades práticas com estudantes

Variedades

Exposições, mostras, palestras, minicursos, oficinas e visitas a laboratórios são algumas das mais de 100 atividades que o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) oferecerá a estudantes de Manaus e de cinco municípios do interior durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). O maior evento de popularização de ciência do país ocorre na próxima semana, de 23 a 29. As atividades são gratuitas e a maioria precisa de inscrição prévia.

Este ano o tema escolhido é “A matemática está em tudo”, uma referência aos dois maiores eventos com o tema que acontecerão no Brasil no Biênio da Matemática: Olimpíada Internacional da Matemática (2017) e o Congresso Internacional de Matemáticos (2018).

A abertura da SNCT do Inpa acontecerá na segunda-feira (23), às 9h, no Auditório da Ciência, com lançamento do e-book Diagnóstico de tecnologia social, da coordenadora de Tecnologia Social do Inpa e sua equipe, Denise Guierrez, editado pela Editora Inpa. A palestra de abertura terá como tema a Interdisciplinaridade da matemática e será proferida pelo professor da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), José Alcântara. Autoridades de entidades da área de C&T participarão da cerimônia que terá a atração musical Lucinha Cabral.

Disciplina que mais mete medo nos estudantes brasileiros, a matemática é fascinante e desafiadora. Como tema da SNCT, a matemática trouxe para parte dos pesquisadores do Inpa um exercício de reflexão sobre a ciência que eles fazem, por estarem acostumados a pensar o Inpa como um Instituto de ciências naturais com trabalhos ligados à biodiversidade e à biologia da floresta amazônica.

“Mas, se formos prestar atenção na ciência que fazemos, veremos que usamos a matemática o tempo todo, e a SNCT quer chamar atenção da sociedade para essa reflexão”, diz a coordenadora de Extensão do Inpa e responsável pela SNCT do Instituto, a pesquisadora Rita Mesquita.

No Inpa há inúmeras oportunidades de mostrar como a matemática está presente nas formulações das pesquisas, nos fenômenos biológicos e ecológicos, na engenharia de pesca, na biotecnologia, na medicina ligada à saúde e qualidade de vida, na arquitetura, entre outras áreas. “Com nossa programação, vamos permitir que as pessoas aprendam um pouco sobre a parte quantificável desses fenômenos, que tantas vezes tratamos sem prestar muita atenção nos processos matemáticos que estão por trás deles”, destaca Mesquita.

Inscrições

Para aproximar a ciência e a tecnologia, especialmente de estudantes, e permitir que o público adquira novos conhecimentos a partir da experiência vivenciada, o Inpa focou suas atividades em quatro eixos: “Atividades no Bosque da Ciência”, que inclui Curiosidades Científicas e Exposições/Mostras Culturais e Científicas, “Portas Abertas – conheça os laboratórios do Inpa”, “Ciência no Interior – o Inpa ao alcance de todos” e “Palestras em Escolas – você sabe o que o cientista faz?”.

Pessoas e escolas interessadas em participar devem acessar a página da SNCT do Inpa para conhecer a programação e se inscrever em https://www.doity.com.br/snct-inpa-2017. No período da SNCT, a entrada no bosque da ciência será gratuita e as atividades voltadas para toda a comunidade.

Conforme Denise Gutierrez, que divide a coordenação da SNCT com Mesquita, no Bosque da Ciência serão desenvolvidas atividades dinâmicas, como idas a campo, visitas guiadas para observar aves, insetos e coletar e classificar macrófitas do Lago Amazônico (plantas aquáticas). “Vamos sair daquele modelo mais tradicional de exposições e palestras e privilegiar atividades práticas em contato direto com a natureza”, conta.

Na sexta-feira (27), acontecerá uma edição especial do projeto Circuito da Ciência. As escolas interessadas em trazer seus alunos para participarem de exposições e oficinas devem se inscrever através do Sistema de Agendamento, entrando no endereço http://abc-bosque.inpa.gov.br/.

Interior

O Inpa sempre teve o compromisso de levar a ciência que faz ao interior. Em 63 anos de funcionamento da instituição, o Inpa desenvolveu atividades na Amazônia profunda, buscando ir aonde poucos chegaram, colocando o conhecimento gerado pelo Instituto a serviço das populações da Amazônia.

Neste ano as atividades serão desenvolvidas em Presidente Figueiredo, Manacapuru, Novo Airão, Rio Preto da Eva e Careiro Castanho. Nesses locais, alguns dos grupos de pesquisas farão cursos, palestras, oficinas em parceria com outras instituições para oferecer a população uma experiência educativa, interessante e diversificada para que possam também conhecer mais do trabalho do Inpa.

“A SNCT não poderia ser diferente. Apesar do cenário que não podemos deixar de reconhecer que é de dificuldades e crises, em que nossa instituição vem sofrendo com perdas de quadros e recursos, não podemos perder de vista a relevância de atingir o interior do estado. Por isso, fizemos este esforço junto à nossa comunidade científica de possibilitar a ida de nossos pesquisadores para interagir com as comunidades residentes desses locais”, destaca Mesquita.

Parceiros

Organizada pelo Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), a SNCT do Inpa conta com apoio do CEPEAM, SESC, IFAM, UEA, Semed, Seduc, ManausCult, ManifestArt, Uniasselvi, Uninorte, Fametro, Universidade Nilton Lins, Slow Food e Brothers.

 

Fonte – Ascom/Inpa

 

Deixe uma resposta