Balanço na gestão e expectativa para 2020 foram temas de reunião com governador Wilson Lima na CDL Manaus

Variedades

O governador Wilson Lima (PSC), participou no início da tarde de hoje (14), de uma reunião com a classe empresarial lojista do Estado. O encontro ocorreu na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL Manaus), e contou com a presença de empresários da capital e interior, representantes de classe, parlamentares, secretários de estado e município, além de associados à entidade.

A reunião foi presidida pelo presidente da entidade Ralph Assayag. Em seu discurso, o dirigente agradeceu a presença dos convidados, destacando os deputados João Luiz (PRB), Carlinhos Bessa (PV), Adjuto Afonso (PDT), Delegado Péricles (PSL), além das deputadas Alessandra Câmpelo (MDB) e Terezinha Ruiz (PSDB).

O presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Amazonas (FCDL-AM), Ezra Azury Benzion, reconheceu a participação dos presidentes de CDLs do interior do Estado, e disse ao governador que tivesse uma atenção especial ao empresariado que não se concentra na capital. “Sabemos da dificuldade enfrentada pelos empresários do interior. Talvez não pareça, mas temos uma deficiência enorme do empreendedorismo nas cidades do Amazonas, principalmente no que se refere à logística. Por este motivo, peço que o governo estimule a economia não somente da capital, mas, também, dos nossos municípios para que possamos estimular o desenvolvimento do comércio na região”, comentou.

Outro desafio vivenciado pelos empresários do interior, são as altas taxas tributárias cobradas pelo governo, o que acaba encarecendo o produto e diminuindo as vendas. Azury pediu que Lima estudasse a realidade do segmento em todo o Estado.

Durante o encontro, foi apresentado um vídeo falando sobre os projetos de campanha de Wilson Lima, além da caminhada de um ano já enfrentada com o apoio da FCDL-AM e CDL Manaus. Em seguida, Lima recebeu uma placa com o título de Sócio Honorário CDL Manaus, pela parceria firmada no decorrer do primeiro ano de mandato, além da nova aliança para 2020 com os pleitos apresentados pela entidade.

No início de sua fala, Wilson Lima agradeceu a homenagem e o convite feito pela CDL e pontuou os resultados alcançados pela gestão estadual no ano passado, além de destacar as perspectivas para o Amazonas em 2020, incluindo uma projeção de crescimento do PIB do estado na ordem de 2,3%.

Lima frisou que o Governo do Amazonas vem trabalhando para modernizar e desburocratizar o Estado, resgatando a confiança dos investidores e melhorando o ambiente de negócios.

“Estamos esperançosos com todas as atividades e ações que o Governo do Estado está tomando. Neste ano de 2020, o nosso PIB deve crescer algo em torno de 2,3%, ao contrário, por exemplo, do estado mais rico da federação, que é São Paulo, que deve ter uma retração de 2,8%. Então a gente fica muito otimista com tudo isso”, afirmou.

O presidente da CDL Manaus, apresentou o pleito da entidade junto ao governo. Nos pedidos, tem o incentivo em duas grandes campanhas que aquecem o comércio local, Black Friday e Liquida Manaus. De acordo com Ralph Assayag, a Black Friday este ano, pode superar as vendas do Natal, e no último ano de Líquida Manaus, o comércio movimentou mais de 15 milhões em vendas, o que impulsiona o movimento no início e fim de ano.

Wilson Lima disse que o governo apoia todo tipo de manifestação que estimule o desenvolvimento do estado em todos os âmbitos, e se pôs disponível para as demandas do comércio em toda a sua administração.

Dentre os pedidos da CDL, estão ainda, a revogação de leis que prejudicam o fomento do comércio no Estado, dentre elas, a Lei nº 4.454/2017 – que onerou 2% os produtos chamados supérfluos. Vale ressaltar que no rol desses produtos está, por exemplo, o combustível, ou seja, além de não ser supérfluo será o mais onerado do Brasil em se tratando de ICMS. E a Lei nº 4.899/2019 – que torna obrigatória a disponibilização de Livro de Registro de Ocorrência do Consumidor nos estabelecimentos que estejam sujeitos ao Código de Defesa do Consumidor. Para ele, são leis que travam o desenvolvimento do comércio.

A deputada e vice-presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Alessandra Câmpelo (MDB), disse que o poder legislativo junto à FCDL-AM e CDL Manaus, fizeram um levantamento em 2018, de todas as leis vigentes e projetos de leis que influenciam diretamente o comércio, mas, que naquele momento, não tiveram apoio do governo. “Fiz esse comentário, justamente para o governador Wilson Lima colocar em seu discurso essa pauta, para reavaliarmos todas as leis que impactam o comércio, positivamente ou não”, afirmou.

 

Fonte – CDL/Manaus

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta