Inscrições abertas para a 17ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Ciência e Tecnologia

A SNCT tem o objetivo de promover ações que mobilizem a população em torno do tema, valorizando a criatividade, o desenvolvimento científico e a inovação e, ainda, que contribua para a divulgação dos importantes resultados da pesquisa científico-tecnológica para a melhoria da qualidade de vida da sociedade.

A abertura do evento ocorrerá no dia 19 de outubro, às 19h, através de plataforma virtual com os representantes das instituições participantes. A pesquisadora Silvia Massruhá, chefe-geral da Embrapa Informática Agropecuária de Campinas (SP), palestrará sobre os “Desafios e oportunidades no Agro 4.0”.

Podem participar alunos e professores de todas as modalidades de ensino, pesquisadores, técnicos e todos que queiram conhecer ou aprofundar conhecimento sobre o assunto. As inscrições seguem disponíveis até o dia 19 no site.

O evento terá palestras, minicursos, oficinas, mesas redondas e apresentações de trabalhos científicos. A programação completa estará disponível a partir do dia 10. A carga horária total do evento será de 40 horas, além da certificação dos minicursos e oficinas.

A SNCT é realizada em todo o país pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

No Amapá, o evento é coordenado pela Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Setec) e tem como parceiros a Universidade do Estado do Amapá (Ueap), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Amapá (Fapeap), o Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá (Iepa), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Amapá) e, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá (Ifap).

Temática

Inteligência Artificial (IA) é um avanço tecnológico que permite que sistemas simulem uma inteligência similar à humana — indo além da programação de ordens específicas para tomar decisões de forma autônoma, baseadas em padrões de enormes bancos de dados.

Vislumbra-se que a IA pode trazer ganhos na promoção da competitividade e no aumento da produtividade brasileira, na prestação de serviços públicos, na melhoria da qualidade de vida das pessoas e na redução das desigualdades sociais, dentre outros.

Podemos definir inteligência artificial, no grosso modo, como a capacidade das máquinas de pensarem como seres humanos: aprender, perceber e decidir quais caminhos seguir, de forma racional, diante de determinadas situações.

 

 

Fonte – Governo do Amapá

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta