O Sino Dourado da FCECON é o maior presente de Natal para quem venceu o câncer

Ciência e Tecnologia

São histórias de mulheres que enfrentaram a doença e venceram as dificuldades da distância e acesso a saúde

Na manhã desta terça-feira(22/12), o sino Dourado da Fundação Centro de Controle do Câncer (Fcecon) foi tocado várias vezes por pacientes que tiveram alta médica ou terminaram seus tratamentos depois de longos anos de combate ao câncer.

A moradora do município de Careiro Castanho, Priscila Freitas, venceu um câncer de cólo de útero, depois de ter esperado por três anos o diagnóstico da doença. “Foi uma saga chegar ate aqui. A maior dificuldade de nós pacientes é fazer o diagnóstico do câncer, pois andei de médico em médico das redes pública e privada durante todo este tempo para descobrir esse câncer”, contou. Ela disse que quando chegou na FCecon o tratamento foi rápido e teve o melhor atendimento e o empenho dos médicos Paulo Mendonça e Bernardo (oncologista), que a acompanharam no tratamento da rádio e quimioterapia; os últimos resultados dos exames a livraram da cirurgia de retirada total dos órgãos reprodutivos. “Minha cura foi em honra e glória de Deus”, agradeceu Priscila, que fez questão de trazer a família para tocar o tão sonhado Sino Dourado, e dar seu depoimento aos pacientes que enfrentam a doença para servir de exemplo de fé e persistência.

Outra paciente vinda do município de Manacapuru, Nilda Gomes, tem uma história de mais de uma década de luta para vencer um câncer de mama. “Passei cinco anos fazendo um tratamento de quimio e rádio, e mais seis depois para poder derrotar essa doença, mas venci, com a ajuda de Deus”, conta emocionada. Ela fez questão de demonstrar sua gratidão reconhecendo que ao longo de todos esses anos não tem nada a reclamar do atendimento e atenção recebida pelos funcionários e médicos da FCecon. “Fiz questão de vir tocar esse sino para testemunhar a todas estas pessoas que estão aqui em busca de cura, que persistam e acreditem que vão ficar curadas também, com as bênçãos de Deus”.

 

Fonte – Ascom

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta