Em 2033, avicultura deve ser responsável por 41% das proteínas proporcionadas pelas carnes no mundo

Ciência e Tecnologia

Novo estudo desenvolvido conjuntamente pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) indica que 2033 as carnes avícolas (essencialmente, a de frango) atenderão perto de 41% do consumo mundial de carnes. Será uma participação 3,5% maior que a do triênio 2021/23, quando esse tipo de carne respondeu por 39,5% do consumo mundial.

A maior expansão no consumo da carne de frango (praticamente, 20% de aumento) virá dos países em desenvolvimento, que devem responder por cerca de dois terços do consumo previsto. Como o consumo dos países desenvolvidos deve aumentar menos de 10%, sua participação no consumo total do produto recua de 36% para 34%.

Consideradas todas as carnes, é também nos países em desenvolvimento que deve ocorrer a maior expansão no consumo per capita: aumento de 4,09% contra apenas 2,5% nos países em desenvolvimento. Notar, entretanto, que persiste grande diferença entre ambos, o consumo per capita dos países em desenvolvimento correspondendo a apenas 40% do registrado entre os desenvolvidos.

 

Fonte – Avisite

Foto – Divulgação

Deixe um comentário