Live trata da memória invisível de Manaus

Cultura

Essa é a proposta do projeto “Direito à Memória”, pesquisa artística que gera documentário, filme, fotografia, ocupação urbana com a construção de grandes obras em lambe, utilizando a arte como ferramenta de intervenção. O projeto transmídia tem foco nas figuras históricas importantes que não estão nos livros, nem nos retratos dos museus, pois seu objetivo é pesquisar e procurar pessoas amazonenses e negras que fizeram parte da nossa história, e as atuais que fizeram e ainda fazem história no estado.

Realizado pelo Grupo Picolé da Massa, sua execução se dá devido ao apoio do Prêmio Conexões Culturais 2018, promovido pela Prefeitura de Manaus, através da Fundação Municipal de Cultural, Turismo e Eventos – ManausCult. Tendo ainda parceria com o Movimento Tupiniqueen e Cúpula 902.

A idéia é dialogar e pulverizar informações como essas são determinantes para que Manaus consiga olhar no espelho e ver a grandeza de sua ancestralidade.

Levados por esta inquietação o grupo realiza uma live nesta quarta – feira (15), às 19h.

Para o evento foram convidados a historiadora Patrícia Melo pra conversar sobre esta questão, por uma perspectiva histórica, e ainda @keilaserruya.sankofa, idealizadora do Direito à Memória, que trata das motivações que a levou à criação do projeto, com mediação de Jessica Dandara do @respeitaaspretas.

O link 

 

Fonte – Ascom

Edição – Coopnews

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta