Exposição reúne obras que mostram a diversidade religiosa da Amazônia

Cultura

A exposição “Sagrado” foi aberta ao público na noite desta terça-feira (6), na Galeria Fidanza, localizada no Museu de Arte Sacra. Com vários elementos representativos da religiosidade e suas diferentes interpretações, a mostra estreia a Estação 3 do Preamar da Fé, iniciativa do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult).

Na galeria, os visitantes puderam prestigiar obras de artistas paraenses, com trabalhos que vão desde fotografias, ex-votos e objetos litúrgicos, até mesmo instalações artísticas, cada um com uma representação do sagrado, que se entrelaça com a diversidade religiosa e cultural amazônica.

A advogada Bruna Maria, de Goiás, se encantou com a exposição e destacou a importância da individualidade religiosa de cada pessoa. “Muito interessante trazer esse olhar, tendo em vista que realmente o território da espiritualidade não se restringe a uma só vertente. Essa exposição mostra que as pessoas podem expressar sua espiritualidade de diversas formas e configura a individualidade de cada um”, destacou.

A equipe de curadoria, formada por servidores do Sistema Integrado de Museus e Memoriais (SIMM), buscou destacar e valorizar artistas e obras que falam sobre o sincretismo religioso. “Selecionamos desenhos, pinturas, gravuras, instalações e fotografias dentro de duas modalidades, ou seja, uma que faz parte do acervo e outra da produção de convidados. Você vê na galeria a união desses elementos que pontuamos nessa curadoria”, explicou o diretor do Museu de Arte Sacra, Emanuel Franco.

Serviço: A exposição “Sagrado” fica aberta ao público até o dia 31 deste mês, na Galeria Fidanza, localizada no Museu de Arte Sacra (Praça Frei Caetano Brandão, s/n, Cidade Velha). O funcionamento é de terça-feira a domingo (incluindo o do Círio), das 9h às 17h.

 

 

Fonte – Agência Para

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta