Festival Internacional de Cinema sobre Envelhecimento

Cultura

O Festival Internacional de Cinema sobre Envelhecimento: olhares através do tempo, organizado pelo Centro Interdisciplinar do Envelhecimento (CIEn) da Universidade da República e pela Universidade de Cinema do Uruguai, é o primeiro da América Latina a ter o envelhecimento como tema central. Busca gerar espaços de reflexão e debate sobre as formas de representar o envelhecimento e a velhice em nossa sociedade. É um projeto que, numa perspectiva interdisciplinar e através da linguagem cinematográfica propõe: Promover a divulgação e reflexão sobre alguns temas de interesse social, como os ligados às imagens sociais sobre a velhice e o envelhecimento; Contribuir para a promoção do relacionamento da comunidade, da academia e do Cinema Universitário; e Explorar modalidades alternativas de educação universitária a partir de uma abordagem interdisciplinar e transdisciplinar.

Até dia 26 de setembro de 2021, serão exibidos curtas-metragens relacionados ao tema do envelhecimento. Durante o evento, além da exibição de 66 curtas-metragens em seleção oficial de diversas partes do mundo (em competição nas categorias ficção, documentário, animação e experimental), serão exibidos longas-metragens e também realizadas atividades como oficinas de treinamento, palestras e conferências. Entre elas, está a mesa redonda intitulada “O envelhecimento no cinema: imagens e sentidos”, com a participação da CEO do Portal do Envelhecimento, Profa. Dra. Beltrina Côrte (Brasil), Esp. Andrés Serenebrik (Argentina), e Prof. Dr. Fernando Berriel (Uruguai) a ser transmitida pelo canal do youtube.

O Festival permite estabelecer um vínculo entre vários atores da Universidade da República numa perspetiva interdisciplinar com o Cinema Universitário, promovendo uma interação dialógica com a sociedade, divulgando atividades culturais e trazendo problemas de interesse geral ao conhecimento do público. Estimula o desenvolvimento e a projeção de diversas produções audiovisuais, além de promover a descentralização, por meio de atividades e diálogo com alunos, professores e vinculados ao cinema, ao audiovisual e à academia em geral. Foi declarada atividade de interesse pelo Ministério da Educação e Cultura e pelo Ministério do Desenvolvimento Social do Uruguai.

Reúne produtores audiovisuais profissionais ou amadores de todo o mundo que, através da linguagem cinematográfica, possibilitam a reflexão sobre diferentes dimensões do envelhecimento e da passagem do tempo. O Festival lançou a sua primeira convocatória no final de 2019 com o objetivo de exibição do concurso em 2020. No entanto, durante a realização do trabalho de seleção, foi declarado o estado de pandemia do COVID-19, o que obrigou ao adiamento da realização, primeiro para abril de 2021 e depois para setembro desse ano, altura em que se optou por realizá-la de forma mista (presencial e virtual).

A seleção oficial que compõe esta primeira edição do FICE é composta por 66 curtas-metragens da Argentina, Áustria, Brasil, Canadá, Costa Rica, Cuba, Espanha, Estados Unidos, França, Índia, Irã, Itália, México, Panamá, Polônia, Romênia e Uruguai. Os curtas espanhóis representam um quarto dos curtas da seleção oficial. Essas produções serão exibidas paralelamente no Centro Universitário Regional Litoral Norte, no estado de Salto. A seleção reflete a maior diversidade de expressões e temas, que respondem pela complexidade do envelhecimento e da passagem do tempo nas pessoas, bem como nas sociedades, instituições, animais de estimação, coisas, etc.

Para além da competição de curtas-metragens, o Festival apresentará curtas-metragens fora de competição, bem como uma mostra de curtas-metragens do Festival Internacional de Filmes de Medo e Fantasia de Salto (Nox Film Fest). Da mesma forma, serão exibidos longas-metragens de destacados cineastas do Uruguai e da Argentina.

Entidades Organizadoras

Centro Interdisciplinar de Envelhecimento (CIEn) – O objetivo do Centro Interdisciplinar do Envelhecimento (CIEN) da Universidade da República é dar continuidade e ampliar a abordagem da questão da velhice e do envelhecimento no Uruguai, implementando atividades de ensino, pesquisa e extensão que proporcionem conhecimento científico e técnico, para a inovação, a prática profissional e acadêmica, o desenvolvimento da ação da sociedade civil e de políticas públicas. Seu plano de desenvolvimento interdisciplinar abrange o campo universitário e demais atores da sociedade, estando em permanente diálogo com centros de referência na região e no mundo.

Cinema Universitário do Uruguai – O Cinema Universitário é a única instituição cineclube do Uruguai, desde 1949. Sem fins lucrativos, exibe obras cinematográficas em caráter não comercial. Contribui para o desenvolvimento da técnica, da cultura e da arte cinematográfica, bem como para a promoção do cinema experimental, realizando cursos, eventos e atividades sobre cinema. Possui uma importante Biblioteca temática e um Arquivo que reúne mais de oito mil fotografias, publicações como a histórica e prestigiada revista Cinema, cartazes e programas de grande valor patrimonial pela participação de importantes ilustradores e intelectuais do país.

Prêmios Ida

O nome do prêmio homenageia a poetisa uruguaia Ida Vitale, notável intelectual e idosa. Os melhores curtas-metragens em competição serão contemplados com os prêmios Ida nas categorias: ficção, documentário, animação e experimental.

 

Fonte – Portal do Envelhecimento

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta