II Congresso Amazônico de Neurofuncionalidade reúne especialistas da Amazônia no feriado em Manaus (AM)

Ciência e Tecnologia

As diversas abordagens sobre as atividades cognitivas e motoras que envolvem o sistema nervoso e as novas técnicas empregadas nos tratamentos relacionados ao Autismo, Parkinson, Lesões periféricas, neuropatas, entre outros, estarão em debate de 15 a 17 de novembro durante o II Congresso Amazônico de Neurofuncionalidade que acontecerá de 8h30 às 18h na faculdade Martha Falcão | Wyden.

A proposta é socializar o conhecimento entre profissionais, interessados e estudantes da área sobre as alterações neurofuncionais e o papel da interdisciplinaridade para incremento de uma visão global do indivíduo. Palestrantes dos estados do Pará, São Paulo e Rio de Janeiro estarão presentes no evento.

No primeiro dia de atividades, os participantes inscritos poderão participar dos workshops de “Pilates aplicado em pacientes neurológicos”, “Avaliação e prescrição de órteses para membro superior” ou “Fisioterapia pélvica: reeducação do assoalho pélvico aplicada às desordens neurogênicas”.

Estão previstos ainda na programação a mesa redonda sobre “Abordagens interdisciplinares no transtorno do espectro autista”, com a fonoaudióloga Camila Souza (AM), o musicoterapeuta Caio de Menezes (AM), a nutricionista Sálvia Belota (AM), a fisioterapeuta Ana Carolina Peixoto (AM) e psicopedagoga Mônica Pinheiro (AM); e a palestra “Avaliação e adaptação funcional em pacientes com sequela de AVC”, com a terapeuta ocupacional Debora Borges Pavão Rodrigues (SP).

No segundo dia, haverá três palestras pela manhã: “Abordagens da Fisioterapia em Neuropediatria: Therasuit, Bobath, Pilates adaptado e Estimulação visual cortical”, com a fisioterapeuta Rosicleia Lima (AM); “A mecânica cerebral da memória”, com o psicólogo Robson Belo (AM); e “Reabilitação da deglutição em complexo hiolaríngeo e trígono cervical com uso de recursos no recrutamento muscular e equilíbrio postural em pacientes neuropatas”, com o fonoaudiólogo Carlos Alberto Pinheiro Charone (PA).

Na parte da tarde, a programação segue com a palestra “Terapia ocupacional em pacientes comatosos”, com a terapeuta ocupacional Margareth Alves Pontes (AM); mesa redonda “A importância da avaliação funcional e da atividade física no paciente com Parkinson – uma visão multiprofissional da fisioterapia e educação física”, com Carmen Sílvia da Silva Martini (profissional de educação física – AM), Rafael Croitoru Azamor (fisioterapeuta – AM) e Renato Campos Freire Júnior (fisioterapeuta – AM); além das palestras “Principais Sinais e Sintomas em Distrofia Muscular de Duchenne”, com Graziela Piro Christe (Biomédica – SP) e “Abordagem da Fisioterapia Motora em Distrofia Muscular de Duchenne”, com Jaqueline Almeida Pereira (fisioterapeuta – RJ).

O último dia do II Congresso Amazônico de Neurofuncionalidade acontece até às 12h com a palestra “A fisioterapia neurofuncional nas manifestações clínicas associadas ao HTLV”, com Richelma Barbosa (fisioterapeuta – PA); a mesa redonda “Os CAPS nas redes de atenção à saúde mental: abordagens interdisciplinares no tratamento de usuários de álcool e outras drogas”, com participações de profissionais da Terapia Ocupacional, Psicologia, Serviço Social e Enfermagem, moderada pela enfermeira Anne Caroline Sampaio Soares (AM); e a palestra “Estimulação elétrica e LASER na regeneração e recuperação da lesão nervosa periférica”, que será realizada pelo fisioterapeuta Fabio Oliveira Maciel (AM). Haverá ainda a premiação dos trabalhos melhores avaliados e emissão de certificado de 40h para os participantes.

Fonte – Ascom

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta