Irrigação na cultura da banana foi tema de curso no interior do Amazonas

Notícias

Apesar de chover abundantemente no estado do Amazonas, em boa parte do ano, há uma seca agrícola nos meses de menor volume de chuvas, que abrange julho, agosto e setembro. Por isso, muitas vezes é necessário fazer irrigação para a produção agrícola, visando suprir as plantas da água necessária para o seu melhor desenvolvimento e produção. Com o objetivo de orientar os produtores a enfrentar esses períodos, a Embrapa Amazônia Ocidental promoveu na sexta-feira (31/05) o curso “Irrigação de bananeira para agricultores familiares”, no município de Silves.

Ministrado pelos pesquisadores Isaac Cohen Antônio e Mirza Normando Pereira, o curso visa prepara o produtor para evitar perdas com a cultura em decorrência de déficit hídrico. Segundo Isaac Cohen Antônio, nos meses mais secos as chuvas, além de serem escassas, podem ser mal distribuídas, causando um déficit hídrico da água armazenada no solo. “Nesse sentido é recomendável o uso de irrigação, para que o produtor obtenha maior produtividade e mais renda com a cultura da banana”, explica o pesquisador.

O curso aconteceu na sede da Associação Solidariedade Amazonas (ASA). Entre os tópicos abordados estão: Sistema radicular da bananeira; Condução de perfilhos; Necessidade de irrigação; Sistemas de irrigação; Escolha do sistema de irrigação; Noção do dimensionamento do sistema; e manejo do sistema de irrigação. O curso faz parte de um projeto de transferência de tecnologia sobre a cultura da banana que a Embrapa Amazônia Ocidental desenvolve no estado, com recursos provenientes de uma emenda parlamentar. Pelo projeto estão sendo instaladas Unidades de Referência Tecnológica com o objetivo de repassar tecnologia que contribuam com a produção de agricultores familiares.

 

Fonte – Embrapa

Foto – Divulgação