Curso de Engenharia de Pesca da Ufam tem aula prática

Notícias

Os docentes e discentes de Engenharia de Pesca da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) participaram de aulas práticas na costa maranhense, no Laboratório de Ensino Flutuante do Instituto de Ciências do Mar (IC-Mar) da Universidade Federal Maranhão (UFMA). Foram três dias embarcados no Laboratório e o desembarque aconteceu na última quinta-feira, 13.

De acordo com o professor da Ufam, docente Esner Robert Santos Magalhães, a experiência embarcada para os discentes em Engenharia de Pesca é fundamental para melhorar a formação profissional dos alunos. “Temos convicção que o projeto Laboratório de Ensino Flutuante, a curto prazo, vai dirimir desigualdades regionais no tocante à formação de recursos humanos em Ciências do Mar”, enfatizou. Na oportunidade, o professor agradeceu o esforço do Instituto de Ciências do Mar (IC-Mar) e da administração superior da UFMA por proporcionar aos alunos a experimentação no navio.

Segundo o vice-diretor do IC-Mar, Francisco Dias, no ano de 2019, o Instituto já promoveu sete embarques, em que embarcaram 36 professores dos cursos de Engenharia de Pesca e Oceanografia dos 12 cursos de graduação situados na região Norte: Pará, Amapá, Roraima e Amazonas, além do Maranhão e do Piauí.“O Laboratório auxilia a formação dos recursos humanos em Ciências do Mar, o IC-Mar realizou, até o mês de junho de 2019, cinco embarques institucionais para os cursos de graduação em Oceanografia da Ufma e Universidade Federal do Pará (UFPA), e Engenharia Pesca da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), Ufma e Ufam, totalizando 80 discentes atendidos. Ao final do ano de 2019, o Instituto espera receber a bordo do Navio Ciências o Mar II um universo de aproximadamente 360 alunos, iniciativa única, pioneira e inovadora”, afirmou. O vice-diretor lembrou, ainda, que a qualificação profissional dos discentes em Ciências do Mar capitaneada pelo ICMar-Ufma, nesse projeto nacional, dirime desigualdades regionais, ganhando o Maranhão, a região Norte e o Brasil.

Sobre o navio

A embarcação tem capacidade para dezoito pessoas, entre alunos e professores, além de oito tripulantes, totalizando 26 pessoas. Sob gestão da UFMA e coordenado pelo Instituto de Ciências do Mar da Universidade, o navio facilita as aulas práticas e a formação dos estudantes de ciências marítimas, permitindo o manuseio e a operação de equipamentos de uso rotineiro em atividades científicas, como coleta, processamento e armazenamento de amostras biológicas e de dados.

Esta é a segunda embarcação do Projeto “Laboratório Flutuante” a ser entregue. O primeiro foi inaugurado no ano passado e está sob gestão da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, enquanto que os navios III e IV ficarão sob a coordenação das Universidades Federais Fluminense (UFF) e de Pernambuco (UFPE), respectivamente.

 

Fonte – Ufam

Foto – Divulgação