Em Lábrea, setor primário recebe investimentos por meio de projetos de crédito rural

Notícias

Em Lábrea no interior do Amazonas, os investimentos previstos para o setor primário via projetos de crédito rural devem atingir um valor de R$ 536.980,00 até o mês de setembro, segundo dados do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam). Na última ação de crédito do Governo do Estado, mais de 160 agricultores familiares e produtores rurais foram atendidos no município. A atividade é parte dos serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) prestados pelo Idam nas 66 unidades locais, dispostas nos 62 municípios do estado.

De acordo com o gerente do Idam em Lábrea, o engenheiro agrônomo Carlos Pantoja, alguns projetos já estão em fase de execução no município, a exemplo dos projetos de Pró-Mecanização e Pró-Calcário, que foram aprovados e somam um total de R$ 215.280,00. Além disso, 46 projetos estão em fase de aprovação, com recursos na ordem de R$ 321.700,00.

“Com a mecanização agrícola, é possível aumentar a produção em áreas já utilizadas pela agricultura familiar, diminuir o esforço físico de quem trabalha com a produção de alimentos e ainda diminuir os índices de desmatamento, uma vez que não é necessária a utilização de novas áreas para plantio”, destacou Pantoja.

Para o engenheiro agrônomo, o amparo do crédito rural é importante para o crescimento econômico da região e para a oferta de alimentos oriundos da agricultura familiar. Pantoja explica que, por meio do investimento concedido pelos agentes financeiros, o agricultor recebe um estímulo a mais na produção e comercialização dos produtos agropecuários e florestais existentes.

Acesso ao crédito – Inicialmente, o procedimento realizado durante a ação de crédito segue algumas etapas, como seleção do agricultor familiar ou produtor rural, seleção da atividade a ser financiada, e pesquisa cadastral realizada pela Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam).

Após aprovação, técnicos do Idam realizam uma visita prévia, laudo de vistoria técnica e Cadastro da Agricultura Familiar (CAF), que é encaminhado ao órgão ambiental para dispensa da licença da atividade. Posteriormente, o Idam encaminha o projeto à Afeam para análise e concessão do crédito rural.

Durante esta ação, as atividades selecionadas para financiamento foram os cultivos da mandioca, banana, milho, hortaliças, além de projetos de incentivo à pesca artesanal e aquisição de equipamentos para atividades agrícolas.

 

Fonte – Secom

Foto – Divulgação