Adaf orienta produtores para a emissão de documentos indispensáveis ao transportar animais e vegetais no AM

Notícias

A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal (Adaf) orienta pecuaristas e produtores rurais para a emissão de documentos indispensáveis para o transporte de animais e vegetais no estado do Amazonas. Trata-se da Guia de Trânsito Animal (GTA) e da Permissão de Trânsito de Vegetais (PTV), documentos obrigatórios, de acordo com normas regulamentadas de defesa sanitária animal e vegetal estabelecidas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

A GTA precisa ser expedida para o transporte de bovinos, bubalinos, suídeos, equídeos, ovinos, caprinos, aves de produção, animais aquáticos e silvestres, abelhas e outros invertebrados, tanto para o trânsito intraestadual como interestadual, independentemente da finalidade.

Mais de 20 mil guias de trânsito foram emitidas no primeiro semestre deste ano para animais com finalidade de engorda (troca de pastagem) e para abate nos frigoríficos com o Serviço de Inspeção Estadual (SIE), sendo a maioria bovinos para abastecer as cidades do Amazonas.

“A GTA é um documento oficial e que obedece aos padrões estabelecidos pelo Mapa e sua utilização está sujeita ao cumprimento de diretrizes distintas, de acordo com a espécie animal envolvida, bem como a condição sanitária para determinada doença”, destacou o coordenador de trânsito de animais, produtos e subprodutos e aglomerações, Willian Bressan.

A emissão da GTA permite fazer o rastreamento dos animais, evitando assim a introdução de doenças que possam pôr em risco a população ou causar prejuízos aos produtores rurais. Quem for pego transportando ou comercializando animais sem GTA está sujeito a multa e à apreensão da carga.

Permissão de Trânsito Vegetal – A PTV garante o trânsito de partida de plantas ou produtos vegetais com restrições fitossanitárias, de acordo com a legislação de Defesa Sanitária Vegetal do Mapa.

“A PTV é emitida para unidades produtivas credenciadas pela Adaf, viabilizando a exportação de produtos vegetais do estado”, explica o gerente de Defesa Vegetal da Adaf, Luiz Fernando da Silva. Ele destaca que a Adaf já ultrapassou o número de 13 milhões de frutos cítricos exportados para o estado de Roraima mediante a emissão da PTV, relativas às Unidades Produtivas (UPs) habilitadas pela Adaf no município do Rio Preto da Eva.

Ambos os documentos são emitidos na Adaf, por meio das Unidades Locais de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsavs).

Para mais informações, basta acessar o site da Adaf (www.adaf.am.gov.br), ou se preferir, o interessado poderá entrar em contato pelo Whatsapp do “AdafOuv”, no número (92) 99380-9174, no horário das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.

 

 

Fonte – Secom

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta