Cooperativas no Pará recebem cerca de R$ 3 milhões pelo PAA

Notícias

A partir da articulação técnica e institucional do Sistema OCB/PA, 13 cooperativas da agricultura familiar conseguiram acesso ao Programa de Aquisição de Alimentos na Modalidade Compras com Doação Simultânea, da Conab. A ação é desdobramento dos planos emergenciais aos efeitos do Covid-19. O volume total de comercialização ultrapassa R$ 2,88 milhões.

Foram contempladas, entre as cooperativas que retransmitiram projetos anteriores e as que cadastraram novos projetos: COOPABEN, COOPASMIG, COOPRIMA, CCAMPO, COOPAG, COOMAFI, COOPFRA, COOPERURAIM, COOMAC CURUÇÁ, AMAZONCOOP, CASP, SEMENTES DO MARAJÓ e COOPBOA.

No total, será movimentado na economia paraense um valor de R$ 2.881.421,63, atingindo diretamente 366 cooperados e beneficiando 64.907 pessoas que serão atendidas pelas 20 entidades socioassistenciais que receberão os produtos. Será doado um total de 952 toneladas de alimentos.

A Compra com Doação Simultânea permite a aquisição de alimentos in natura ou processados. O fornecimento de produtos orgânicos é privilegiado, sendo possível agregar até 30% a mais do valor pago para o alimento convencional.

Na execução pela Conab, as organizações de agricultores entregam os produtos diretamente nas entidades beneficiárias. Neste caso, os recursos financeiros para execução do PAA são repassados pelo Ministério da Cidadania para a Conab, que fica responsável pelo pagamento aos agricultores. No Pará, o SICREDI e o SICOOB são os sistemas de crédito que operacionalizam o recurso.

“Muitos cooperados estavam com sua produção comprometida pela paralisação de contratos institucionais. A merenda escolar era um dos principais mercados e ainda continua estancado em alguns municípios. Por isso, é tão importante garantir esse canal de comercialização. Cumprimos nossa missão técnica, orientando as cooperativas a obterem resultados efetivos, e nossa missão institucional, ao mobilizar parceiros estratégicos”, reiterou o superintendente do Sistema OCB/PA, Júnior Serra.

Em levantamento feito pelo Sistema OCB/PA durante a pandemia do novo coronavírus, identificou-se que 37% das cooperativas tiveram perdas em seus negócios, 31% tiveram suspensão de entrega de produtos e serviços e, para 15%, a principal demanda era o acesso a novos mercados. Com base nas informações, foi traçado um plano de ações para cada necessidade levantada.

Iniciou-se uma articulação institucional com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), junto com a OCB Nacional, a partir de Brasília, para que se iniciasse a liberação de recebimento de propostas nas modalidades ofertas. A Companhia lançou um plano emergencial para garantir, ao mesmo tempo, a comercialização da agricultura familiar e atender instituições socioassistenciais. Foi aberto um canal de comercialização de R$ 11 milhões para compra da agricultura apenas na região Norte.

Foi feito um alinhamento prévio de produtos que poderiam ser acessados pelas cooperativas agro, assim como a verificação de valores. Repassava-se as informações para a Conab, que respondeu quais produtos poderiam ser adquiridos e em que preços haveria viabilidade. Serão comercializados polpas de frutas, legumes, lácteos, hortaliças, entre outros.

Para auxiliar as cooperativas no processo de cadastramento e acesso à modalidade Compra com Doação Simultânea, o Sistema OCB-SESCOOP/PA promoveu uma série de capacitações por meio das empresas NÓS Consultoria, Dinamize e Coletiva, assim como da cooperativa Amazon Focus. Também se fez articulação com técnico da CONAB para participação e orientação nas oficinas.

“Na diagnose prévia via metodologia da Matriz da Cooperação, foram identificados, junto com a CONAB dois desafios principais: o agente financeiro e a qualidade dos projetos. Então promovemos a aproximação das cooperativas de crédito para a intercooperação e, a partir das capacitações, oficinas, mentorias e workshop, preparamos as cooperativas agro para ampliar a assertividade dos projetos submetidos. O resultado foi bastante expressivo”, explicou o consultor e sócio da NÓS Soluções Sustentáveis, Andreos Leite.

Os módulos trabalhados repassaram o passo a passo de como elaborar as propostas para participação, assim como auxiliaram no processo de retransmissão, atendendo aos critérios e pontuações. As oficinas iniciaram em maio e seguiram ao longo do mês de junho. Participaram 17 cooperativas. Destas, 76% foram contempladas com projetos aprovados. Também foi promovido o Workshop Cooperativista Online de Compras Públicas para o segmento agropecuário, que também teve participação da Conab e da OCB Nacional.

“É uma conquista extremamente importante para as cooperativas, pelo contexto e cenário de crise que estava se desenhando durante a pandemia. É mais uma prova de que, em momentos de crise, o cooperativismo se supera pela capacidade de unir pessoas em um mesmo objetivo. Agradecemos aos parceiros que contribuíram para este sucesso, como a CONAB e OCB Nacional”, completo o presidente do Sistema OCB/PA, Ernandes Raiol.

 

 

Fonte – OCB/Pará

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta