Pagamento de R$ 191 mil pela PGPM-Bio no Amapá vai beneficiar extrativistas de açaí em Mazagão

Notícias

Cerca de 168 extrativistas de açaí do estado do Amapá são beneficiados esta semana com o pagamento de R$ 191 mil em subvenções pela extração de 248 toneladas do produto. Eles pertencem à Associação São João, localizada no município de Mazagão. O recurso é previsto na Política de Garantia de Preços Mínimos para os Produtos da Sociobiodiversidade (PGPM-Bio), executada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Além de garantir um preço mínimo para os extrativos e assegurar a geração de renda, o programa também ajuda a proteger o meio ambiente, contribuindo para reduzir o desmatamento e para minimizar os efeitos das mudanças climáticas. Outro benefício é a preservação das culturas tradicionais de povos que vivem do extrativismo.

Ao todo são 17 produtos extrativistas cujo preço mínimo é amparado pela PGPM-Bio: açaí, andiroba, babaçu, baru, borracha extrativa, buriti, cacau extrativo, castanha do Brasil, carnaúba, juçara, macaúba, mangaba, murumuru, pequi, piaçava, pinhão e umbu.

 

 

Fonte – Conab

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta