Sepror lança nova videoaula do “Canal Produzir Amazonas” com a temática “Pecuária de Corte”

Notícias

Nesta segunda-feira (05/10), a Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), lançou a quinta videoaula do “Canal Produzir Amazonas”, cujo o tema é a Pecuária de Corte, ensinando ao produtor rural e demais interessados as técnicas da pecuária de corte sustentável e todo o processo ambiental e sanitário para uma boa prática da atividade.

O engenheiro florestal Eire Vinhote, que faz parte da equipe técnica que ministrou o curso, falou um pouco do Canal Produzir Amazonas e como a ferramenta ajuda o produtor rural na sua produção, de forma didática e acessível. “O Canal Produzir Amazonas é muito importante para o incentivo ao produtor. Nele é possível ver como produzir de forma correta, auxiliando, seja na sua produção ou na sua criação de animais”, contou.

Eire também afirmou que o ponto positivo desse projeto é o de levar informação ao trabalhador rural distante da capital. “Por conta da pandemia do Covid-19, esta ação do Governo do Estado foi de suma importância para todo o setor primário, pois com ela o homem do campo obteve mais acessibilidade as informações”, disse Eire.

Canal Produzir Amazonas – O objetivo do programa é oferecer assistência técnica aos produtores rurais e conteúdo para atrair novos investidores para o setor primário do Amazonas.

Foram cinco cursos de temáticas diversas voltados para o setor agropecuário, sendo cada curso com quatro módulos, todos ministrados por técnicos do Sistema Sepror, composto pela Secretaria e suas vinculadas, o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável (Idam), Agência de Defesa Agropecuária e Florestal (Adaf) e Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS).

Os temas dos cinco cursos são: “Empreender na piscicultura”, “Curso básico para pecuária de corte sustentável”, “Curso básico para pecuária de leite”, “Planejando iniciar uma fruticultura” e “Iniciando na produção de hortaliças” que estão disponíveis no canal do Sistema Sepror no YouTube.

 

Fonte – Secom

Foto – Divulgação

 

 

Deixe uma resposta