Conab atua na doação de mais de 3 mil cestas de alimentos no Acre

Notícias

Famílias indígenas que vivem no estado do Acre receberam mais de 2,9 mil cestas de alimentos em 2020. Outras 600 unidades foram destinadas a mulheres acreanas em vulnerabilidade social e vítimas de violência. Com isso, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), apoiou a doação de mais de 3 mil cestas no ano passado, totalizando a entrega de 73,8 toneladas de alimentos.

As cestas foram doadas a beneficiários dos municípios de Cruzeiro do Sul, Feijó, Tarauacá, Manoel Urbano e, além da capital do estado, Rio Branco. Para os indígenas as entregas foram realizadas pela Fundação Nacional do Índio (Funai), já as mulheres a doação foi de responsabilidade da Diretoria de Política para Mulheres/Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Política para mulheres (SEASDHM).

Além da distribuição das cestas, a Conab apoiou a comercialização de 311,6 t de produtos de 258 famílias de agricultores familiares. A partir da execução do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), os alimentos foram entregues a rede socioassistencial no Acre e atendeu cerca de 28,2 mil pessoas em situação de insegurança alimentar, em diversas localidades do estado.

Participaram do Programa com projetos os municípios de Rio Branco, Brasiléia, Cruzeiro do Sul, Tarauacá, Rodrigues Alves, Epitaciolândia e Bujari. Entre os produtos cultivados houve destaque para a raiz de mandioca, banana, alface, rúcula, melancia, couve, abóbora, mamão e maxixe.

Venda de milho – Outra frente de atuação da Companhia é o Programa de Vendas em Balcão. Em 2020, a estatal comercializou mais de 1,3 mil toneladas de milho pelo programa, atendendo a 474 criadores de 13 municípios. Para o primeiro trimestre deste ano, há 665 toneladas de milho em estoque.

Os extrativistas também contaram com o auxílio da Companhia. No Acre, foram pagos aproximadamente R$ 269 mil para 303 produtores de 12 municípios no âmbito da Política de Garantia de Preços Mínimos para os Produtos da Sociobiodiversidade (PGPM-Bio). O valor pago por meia da subvenção garantiu que os extrativistas de borracha natural comercializassem o produto pelo preço mínimo estabelecido pelo governo federal.

As políticas públicas e programas de apoio implementados pela Conab contribuíram para atenuar os efeitos decorrentes do enfrentamento à pandemia de COVID-19 que atingiu, entre outros grupos, as populações tradicionais em situação de vulnerabilidade.

 

 

Fonte – Conab

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta