Central Nacional Unimed traça perfil do médico do futuro

Notícias

Valorizar o conhecimento e, principalmente, a inovação. Foi com essa visão, que o presidente da Central Nacional Unimed, Alexandre Ruschi deu início ao evento “O Médico de 2030. Ampliar conhecimento. Explorar o futuro”, promovido pela cooperativa nacional do Sistema Unimed na última quinta-feira (4). O encontro teve como tema central a exposição de tendências e oportunidades no segmento de saúde, contemplando a evolução do setor e as mudanças que os profissionais da área devem considerar para prosperar em um mundo em constante avanço.

“O nosso objetivo é transformar a forma de oferecer cuidados, trabalhando por meio da cooperação, fortalecendo e fomentando a inovação, bem como a educação na área de saúde, com a aplicação de tecnologias, desenvolvimento de pessoas e colaboração de todos”, pontuou Ruschi.

O debate online, realizado diretamente do Teatro Unimed, em São Paulo, foi transmitido ao vivo no canal da cooperativa no YouTube, e teve a participação da diretora de Conteúdo, Marketing e Parcerias na HSM e SingularityU Brazil, Poliana Reis Abreu; e o CEO da HSM e Co-CEO da SingularityU Brazil, Reynaldo Gama. O evento contou ainda com uma palestra especial, ministrada pelo expert da SingularityU Brazil, fundador da consultoria de inovação Makers e autor de 6 livros de tecnologia, negócios e comunicação, Ricardo Cavallini.

A discussão principal, levantada por Cavallini, repercutiu em como as mudanças e inovações tecnológicas estão acontecendo de forma veloz, e, se adaptar a essas mudanças é o grande foco. “Nós já temos sensores portáteis para ouvir o pulmão, pílulas impressas, aparelhos em casa para realizar mais de 20 exames de sangue e dispositivos que vão substituir cirurgias no estômago. A medicina está se aproximando cada vez mais das pessoas, e isso também transforma o modo que os médicos atuam. Temos aí o desafio: como se adaptar a essa transformação. Sem esquecer que o olhar para o cliente continuará sendo uma etapa importante nesse processo”, afirmou Cavallini.

Atenta ao cenário de mudanças e adequações impostas pela tecnologia, a Central Nacional Unimed reforçou seu compromisso com a inovação e o desenvolvimento de novos processos, firmando parcerias estratégicas como com a SingularityU Brasil e a 100 Open Startups. O primeiro resultado foi o apoio na construção do Learning Village, hub de inovação focado em Educação da América Latina, localizado na cidade de São Paulo. O ambiente auxiliará no fortalecimento, fomento da inovação e educação no setor de saúde, por meio da aplicação de tecnologias exponenciais e desenvolvimento de pessoas e colaboração de todo o ecossistema. “O objetivo é conectar escolas, startups, fundos de investimentos, consultorias, entidades governamentais, enfim, criar esse ecossistema em prol da inovação e educação”, explicou Reynaldo Gama, da SingularityU Brazil.

O evento está disponível para assistir no canal do YouTube da Central Nacional Unimed até XX de fevereiro. Assista em:

Sobre a Central Nacional Unimed

A Central Nacional Unimed é a operadora nacional dos planos de saúde empresariais da marca Unimed. Sua carteira de clientes é composta por cerca de 1,7 milhão de clientes de grandes corporações brasileiras. Também trabalha com PME e foco regional em Salvador, Feira de Santana, Santo Antônio de Jesus, Itabuna, Ilhéus, São Luís, Brasília e São Paulo. Em 2019, a Central Nacional Unimed registrou receita de R﹩ 7,6 bilhões (+35,9% em relação a 2018). Também esteve entre às dez operadoras do País que mais cresceram em vidas 2019, com o maior faturamento e market share. É considerada uma das melhores empresas para se trabalhar e uma das melhores para se iniciar a carreira. Faz parte do Sistema Unimed, composto por 345 cooperativas médicas presentes em todo o território nacional, que compartilham os valores do cooperativismo e o trabalho para valorização dos médicos e da medicina.

 

 

 

Fonte – Ascom

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta