SESCOOP/PA abre inscrições gratuitas para Curso de Informática Básica

Notícias

As cooperativas paraenses já podem solicitar inscrição de seus cooperados e empregados no Curso de Informática Básica do Laboratório do Cooperativismo (LabCoop), promovido pelo SESCOOP/PA em parceria com a UFRA e a Unimed Belém. Também poderão participar comunidades da região metropolitana de Belém cadastradas pela UFRA. Para se inscrever, basta enviar solicitação até dia 03 de março via ofício, no e-mail: edilson.oliveira@paracooperativo.coop.br.

Neste primeiro momento serão duas turmas, uma pela manhã e outra à tarde. O curso será realizado às segundas, quartas e sextas-feiras, com 4h de duração. As aulas iniciam no dia 08 de março. A previsão é que, ao longo do ano, o LABCOOP capacite 25 turmas, com capacidade para 20 pessoas. Cerca de 500 pessoas serão beneficiadas no total.

Inscrições – O ofício a ser direcionado ao SESCOOP/PA deve conter a identificação da quantidade de vagas desejadas e as informações cadastrais dos participantes: Fotocópia de documento oficial com foto; Comprovante de residência; Certificado de Conclusão do Ensino Médio ou Declaração de que está estudando.

A carga horária é de 52 horas, conforme grade curricular que deve desenvolver os módulos: Desvendando o computador – conceitos básicos; Introdução à edição de texto; Introdução a planilha eletrônica; Introdução à apresentação; utilizando o computador de forma ética, consciente e segura, entre outros.

“O curso é rápido e atende demanda da maioria das empresas, com um olhar bem prático de aprendizados sobre o Pacote Office, acesso à internet e outros assuntos. É totalmente gratuito para as cooperativas. Basta encaminhar um ofício solicitando a inscrição para o SESCOOP/PA, com o nome de seus participantes e informando a preferência de turno”, explicou Diego Andrade, Gerente de Desenvolvimento de Cooperativas do SESCOOP/PA.

Cerca de 45% da população na região norte nunca utilizou um computador, de acordo com o Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (CETIC).

“O LABCOOP vem mudar esse cenário de exclusão por conta da falta de acesso ao mundo digital. O objetivo de promover a inclusão digital de cooperativas em vulnerabilidade, familiares e comunidade em geral”, explicou Ernandes Raiol, presidente do Sistema OCB/PA.

Projeto – O projeto apresenta uma proposta para a aplicação das tecnologias digitais de forma ética, auxiliando no processo de democratização. Está sendo coordenado pelo Sistema OCB/PA, pelo setor de responsabilidade social da Unimed Belém, assessorado pelo colaborador Eduardo Silva, pelo reitor adjunto de extensão da UFRA, Jonas Elias Castro da Rocha (Ufra) e pela Coordenação de Licenciatura em Computação da UFRA com a professora Decíola Sousa.

Cooperação – E para que o projeto fosse realizado, a Unimed Belém fez a destinação dos equipamentos e mobiliários. Já o SESCOOP/PA está disponibilizando a sala, com toda a infraestrutura de energia, climatização, cadeiras e acesso à internet, necessários para a realização dos cursos, bem como na cobertura financeira das bolsas de estágio para os alunos da UFRA, que serão os instrutores dos cursos ofertados aos participantes.

A cooperativa médica, a partir do processo de renovação de seu parque tecnológico e dos móveis de escritório em suas unidades, fez a destinação dos equipamentos e mobiliários trocados. São computadores e periféricos recondicionados e prontos para uso, além do mobiliário, para utilização neste projeto.

Já a UFRA terá sua participação por meio da expertise para executar a coordenação do projeto, o processo seletivo dos alunos bolsistas que serão instrutores neste projeto e o acompanhamento para o alcance dos resultados esperados. Será uma professora e dois estagiários vinculados ao projeto.

A Universidade também irá auxiliar no contato com as associações de bairro ao seu entorno, assim como em outros bairros periféricos em Belém. Já está sendo feito o contato com as associações comunitárias para a estruturação de ranqueamento dos bairros e, assim, estabelecer processo de rodízio ao longo da cidade. Serão 12 bairros: Guamá, Jurunas, Tapanã, Cabanagem, Terra Firme, Sacramenta, Benguí, Mangueirão, Cremação, Pratinha, Curió-Utinga E Barreiro.

O projeto também irá apoiar ações sociais itinerantes de inclusão digital promovidas pela cooperativa junto às comunidades ribeirinhas localizadas ao entorno de Belém, atendendo também no processo de capacitação dos Aprendizes contratados pela UNIMED BELÉM e capacitados pelo SESCOOP/PA, no Curso de Auxiliar Administrativo, no módulo de informática.

 

 

Fonte – OCB/Pará

Foto – Divulgação

 

 

Deixe uma resposta