Boi, suíno e frango: desempenho em junho e no 1º semestre de 2021

Notícias

Enquanto as duas principais matérias-primas do setor, milho e farelo de soja, vão chegando ao final de junho com queda de preço em relação ao mês anterior, frango, boi e suíno completam o período com ganho mensal – de, respectivamente, 4,19%, 2,52% e 10,60%.

Parece o fim de uma crise, mas não é. Porque, frente a uma valorização em torno de 50% sobre idêntico mês do ano passado, o milho ainda registra incremento próximo de 94%.

É verdade, neste caso, que o ganho do farelo de soja (38,63%) ficou abaixo do registrado pelos outros quatro itens. Mas essa é uma perda pontual, pois, na média de 2021, a maior evolução de preço está sendo registrada exatamente pelo farelo de soja (quase 74% de aumento), superando o milho que, neste ano, ficou 71,15% mais caro que nos mesmos seis meses de 2020.

E como, neste ano, frango, boi e suíno alcançam preços 55,03%, 53,54% e 36,60% superiores aos da média do primeiro semestre do ano passado, continuam perdendo para suas principais matérias-primas.

Fonte – Avisite

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta