Série de capacitações conclui primeira etapa de aulas práticas no Pará

Notícias

A primeira etapa de aulas práticas da Embrapa no programa Territórios Sustentáveis encerrou-se nesta sexta-feira (8), em São Félix do Xingu. Desde terça-feira (5), um grupo de 49 técnicos, divididos em duas turmas, percorreu quatro propriedades do município onde tiveram aulas sobre dois temas: sistemas agroflorestais (SAFs) e manejo de solos.

Nas aulas sobre SAFs, um dos temas que mais chamou a atenção dos técnicos foi o manejo desses plantios. “O que peca na nossa região por parte dos produtores é a falta de manejo e condução das árvores nos SAFs, para que tenham um aumento de produtividade”, avaliou o técnico em extensão rural Mário Gomes da Silva, do escritório da Emater de São Félix do Xingu. Segundo ele, outro conteúdo importante para ser levado aos produtores serão as aplicações de adubação e correção dos solos com base em análise de laboratório de solos.

O programa é uma iniciativa coordenada pelo governo do Pará e tem por objetivo levar à região dos municípios de São Félix do Xingu, Tucumã, Ourilândia do Norte e Água Azul do Norte uma série de ações para promover o desenvolvimento sustentável. Para o coordenador do escritório da Emater em São Félix do Xingu, José Matos Pereira, as capacitações dos extensionistas vem somar com outras ações para promover o aumento da produtividade e da sustentabilidade dos agricultores da região. “O programa tem fomentado boas práticas agropecuárias e ações de regularização fundiária. E já vemos os produtores gratificados pelas entregas”, afirmou.

As capacitações coordenadas pela Embrapa tiveram início em formato on-line em fevereiro deste ano, devido às restrições impostas pela pandemia. Nos meses seguintes, foram abordados a distância os conteúdos teóricos das temáticas que compõem o programa: restauração florestal, manejo e conservação dos solos, recuperação de pastagens, pecuária sustentável, Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) e sistemas agroflorestais.

Para este ano, estão previstas ainda aulas práticas para o treinamento no sistema Agrotag, manejo e recuperação de pastagens e restauração florestal. As aulas práticas das demais temáticas devem ser concluídas até maio do próximo ano.

 

Fonte – Embrapa Amazônia Oriental

Foto – Divulgação

 

 

Deixe uma resposta