Adepará realiza ação educativa nos portos para conscientizar população sobre a Mosca da Carambola

Notícias

Técnicos da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) realizaram, na quarta-feira (15), no Terminal Hidroviário de Belém, uma ação educativa com a finalidade de conscientizar a população sobre os riscos da entrada da mosca-da-carambola no território paraense. A Bactrocera carambolae é o inseto considerado a maior ameaça à fruticultura nacional pois ataca 30 diferentes espécies de frutas.

A atividade educativa abordou os passageiros, principalmente os que chegam ao Pará oriundos do estado do Amapá e também os que estarão se deslocando do Amapá para cidades do Marajó.

Os fiscais da Adepará realizaram um trabalho de sensibilização, conscientização e esclarecimento sobre as ações de combate e prevenção, legislação vigente, trânsito de frutos hospedeiros, danos econômicos e os problemas sociais gerados pela praga, além de distribuição de material educativo.

Além dos passageiros, a Agência por meio da Gerência de Trânsito Agropecuário atuou na fiscalização das embarcações para evitar a entrada de cargas de frutos vindos do Amapá com destino ao Pará, onde existe um sistema de monitoramento e vigilância constante no combate a mosca-da-carambola.

Participaram da ação, fiscais estaduais agropecuários e agentes fiscais agropecuários que atuam na Agência sede em Belém e também da Regional da Adepará de Castanhal.

Programa de erradicação da mosca das frutas

O Programa de Erradicação da Mosca das Frutas (GPEMF) executa ações do Programa Nacional de Erradicação da Mosca da Carambola (PNEMC). A principal meta é manter a área de dispersão da praga, nos limites do estado do Amapá, para evitar restrições ao mercado nacional de exportação de frutos brasileiros in natura.

Segundo o IBGE, o Pará é o 7º maior produtor de frutas cítricas do Brasil e o primeiro da região Norte. Parte da produção é exportada para o Norte, Nordeste e Centro-Oeste e também para a Europa. A produção de frutas cítricas está concentrada em dois polos, no Nordeste com a produção de laranja e tangerina e na Região Oeste, que produz limão taiti e laranja.

Educação Sanitária

A Adepará leva ações educativas às comunidades em geral e às entidades representativas de produtores rurais, além de escolas da zona urbana, feiras agropecuárias e outros eventos do setor. Essas ações geralmente são programadas em parceria com órgãos e entidades, e com as próprias comunidades. Nessas ações, que normalmente são realizadas em parcerias com outras instituições e representações rurais, há palestras e vídeos, distribuição de material informativo como panfletos e cartazes informativos dos programas e ações realizadas pela Adepará.

 

Fonte – Agência Pará

Foto – Divulgação

Deixe um comentário