Seminário no Pará traz oportunidades de negócios internacionais

Notícias

O Sistema OCB/PA, em parceria com o Sescoop/PA, a Confederação Alemã das Cooperativas (DGRV) e a Universidade de Alicante, na Espanha, realizaram o II Seminário Internacional do Cooperativismo Agropecuário Paraense, em Belém, entre os dias 14 e 15 de junho. O evento contou com o apoio do Sistema OCB Nacional, que participou com o intuito de entender as melhores práticas que estão sendo desenvolvidas pelas instituições parceiras.

“O evento superou as expectativas. Tivemos a oportunidade de conhecer as iniciativas que o Sistema OCB/PA está promovendo para viabilizar redes de cooperativas, bem como capacitar as cooperativas com a organização da produção. Por isso, a importância da matriz de cooperação desenvolvida pelo estado para trabalhar com as coops pilares desde a organização social e produção, até o mercado e consumidor final”, afirmou o analista técnico e econômico do Sistema OCB, Jean Fernandes.

O evento contou com a participação de instituições e cooperativas europeias nos debates sobre o fortalecimento da produtividade agropecuária, fomento de políticas públicas e exportações. O seminário reuniu palestras estratégicas e demonstração de ações que o Sistema OCB/PA vem desenvolvendo este ano para o ramo Agro. Um dos objetivos do encontro foi potencializar a produção das cooperativas e realizar capacitações para prepará-las para exportar seus produtos

Palestrantes internacionais que atuam no setor, como a Cooperativa Agrícola de Callosa d’Em Sarria, em parceria com a Universidade de Alicante, abordaram o tema Gestão de Sistemas de Qualidade Agropecuária e Comunicação Cooperativa e Comercialização de frutas na União Europeia. Representantes da DGRV trataram das Ações de governança e o fortalecimento produtivo na cooperativa. A palestra da Giz, por sua vez, teve como foco central a Abordagem produtiva sob a perspectiva de cadeias de valor.

A Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) e o Instituto Federal do Pará (IFPA) desenvolveram pesquisas cientificas sobre o cooperativismo agropecuário e debateram sobre as cadeias de valores de produtos, estratégias de assistência técnica e extensão rural (Ater). Também será oferecido aos técnicos e lideranças das cooperativas formação acadêmica para fortalecer os processos de gestão.

Outros temas abordados durante o seminário foram: Panorama do cooperativismo agropecuário no Pará e estratégias para seu desenvolvimento; Certificação de sustentabilidade; Certificação orgânica a partir de organização de controle social; e Políticas públicas para o fortalecimento da produção cooperativista.

Fortalecimento

Também durante o seminário, foi assinado um Protocolo de Intenções para fortalecer o movimento cooperativista no estado com destaque ao ramo Agro e prioridade para o desenvolvimento da agricultura familiar.

Assinaram o termo o Instituto Federal do Pará (IFPA), a Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Produção no Pará – A cadeia produtiva agrícola paraense é responsável por cerca de 40% da economia do estado e conta com o envolvimento de 1,5 milhão de pessoas, o que corresponde a 42,68% dos trabalhadores do Pará, segundo a Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa).

 

Fonte – Ascom

Foto – Divulgação

 

Deixe um comentário