Abertas as Inscrições para o Prêmio SomosCoop Melhores do Ano 2024

Notícias

Cooperativas de todo o Brasil estão convidadas a participar do Prêmio SomosCoop Melhores do Ano 2024, uma iniciativa promovida pelo Sistema OCB que reconhece e celebra as melhores práticas do cooperativismo. Este prestigioso prêmio, realizado a cada dois anos, visa destacar projetos que não apenas beneficiam os cooperados, mas também têm um impacto positivo significativo nas comunidades onde atuam. A cerimônia será realizada no dia 3 de dezembro, em Brasília.

Cooperativas singulares, centrais, confederações e federações registradas e regularizadas no Sistema OCB têm até 22 de agosto para realizar suas inscrições através do site melhores.premiosomoscoop.coop.br . É fundamental que a adimplência seja regularizada até 2 de setembro para garantir a participação no processo. Os projetos serão avaliados por uma comissão técnica especializada, seguida por um júri composto por representantes de entidades parceiras do cooperativismo.

Para incentivar a participação e valorizar diferentes áreas de atuação, o prêmio conta com diversas categorias. Neste ano, o Prêmio SomosCoop Melhores do Ano traz uma novidade especial: a categoria Imprensa, que reconhecerá jornalistas e veículos de comunicação que destacam o cooperativismo brasileiro em quatro subcategorias: Jornalismo Impresso/Digital, Radiojornalismo, Telejornalismo e Mídia Cooperativa (Assessoria de Imprensa). As inscrições para esta categoria serão baseadas em indicações das Organizações Estaduais (OCES), que selecionarão matérias veiculadas entre janeiro de 2023 e maio de 2024.

Além da categoria Imprensa, o prêmio continua a valorizar outras áreas fundamentais do cooperativismo como:

Comunicação Coop: Contempla as cooperativas que promovem a comunicação, cultura e imagem do cooperativismo. Os cases envolvem campanhas de marketing; estratégias para redes sociais; ações com influenciadores e formadores de opinião; atuação junto à imprensa; realização de eventos e ações para promoção do cooperativismo; além de iniciativas vinculadas ao movimento SomosCoop.

Coop Cidadã: Voltada para cases desenvolvidos com base nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS/ONU), que beneficiem a comunidade onde a cooperativa está inserida. Podem concorrer cases envolvidos com atividades culturais, esportivas, recreativas, de educação, de promoção social e consciência ambiental. Também podem ser inscritas iniciativas de acessibilidade e enfrentamento à discriminação; ações de valorização da mulher e estímulo à equidade salarial; acompanhamento de mulheres em situação de abuso; projetos voltados para jovens em situação de risco; ações voltadas às condições melhoria de trabalho dentro da cooperativa; e de capacitação digital.

Desenvolvimento Ambiental: Direcionada a projetos de boas práticas estratégicas para o uso consciente dos recursos naturais, por meio de preservação, reciclagem ou outros projetos que foram importantes para mudar o posicionamento da cooperativa. Os cases, nesse caso, devem envolver temas como monitoramento e neutralização das emissões de gases de efeito estufa; gestão dos resíduos; redução do consumo de recursos naturais; ações de educação ambiental; utilização e/ou implementação de projetos de energia provenientes de fontes solares, biomassa e eólicas; implementação de iniciativas com foco na economia circular; monitoramento de ações contra o desmatamento; e desenvolvimento de ações para preservação da biodiversidade, entre outros.

Cultura Cooperativista: Reconhece as cooperativas que trabalham com a promoção da cultura cooperativista entre os cooperados e os colaboradores e, assim, fortalecem a integração e o sentimento de pertencimento e satisfação, bem como os índices de fidelização. Nessa categoria, os cases devem incluir campanhas de comunicação interna; oferta de treinamentos; processos estruturados de admissão, retenção e valorização de cooperados; ações digitais e de governança para facilitar a participação dos cooperados; organização do quadro social e estruturação de núcleos e comitês; campanhas e ações educativas sobre cooperativismo para filhos de cooperados e nas escolas.

Inovação: Atribuído a soluções inovadoras que promovem mudanças no dia a dia das cooperativas, seus processos, produtos e serviços, com resultados efetivos como novos modelos de aumento de receita; conexões em rede e parcerias; melhorias de estrutura, tecnologia e processos; inovações em produtos e serviços; atuação em novos mercados; inovações em marcas, canais e engajamento de clientes e cooperados.

Intercooperação: Premia projetos de sucesso que comprovem parcerias efetivas entre duas ou mais cooperativas e que viabilizaram o alcance de objetivos comuns. Exemplos de cases que podem ser inscritos envolvem compra conjunta de insumos e/ou serviços; comercialização conjunta de produtos ou serviços; contratação e implantação de projetos de desenvolvimento técnico e tecnológico em parceria; troca de experiências e boas práticas de gestão; atuação conjunta em novos mercados; compartilhamento de estruturas para eficiência e redução de custos operacionais; parcerias comerciais para fornecer a grandes contratantes.

A avaliação dos projetos é feita por duas bancas distintas: a primeira por uma comissão técnica, composta por especialistas em projetos; e a segunda, por um júri, formado por representantes de entidades parceiras do cooperativismo. No caso da categoria Imprensa, a comissão julgadora será formada por profissionais de mercado com expertise em jornalismo e comunicação.

Reconhecimento para o Cooperativismo Paraense em 2022

Na última edição em 2022, o cooperativismo paraense alcançou destaque na categoria intercooperação. As cooperativas de agricultura familiar de Santarém, COOPAFS e CCAMPO, foram premiadas pelo projeto exemplar apoiado pela Fundação Cargill. O projeto vitorioso recebeu um incentivo financeiro para aquisição de insumos agrícolas, mudas e sementes, revitalizando a produção de forma sustentável e promovendo a geração de renda coletiva. O suporte técnico e logístico fornecido pelo Sistema OCB/PA foi crucial para o sucesso dessa iniciativa, que trouxe esperança e renovação para os cooperados e colaboradores envolvidos.

O Sistema OCB/PA desempenhou um papel fundamental ao fornecer suporte técnico e logístico, auxiliando as cooperativas em todas as etapas do projeto. Esse apoio foi crucial para que a COOPAFS e a CCAMPO pudessem concretizar suas iniciativas e alcançar o reconhecimento nacional.

 

Fonte – OCB

Foto – Divulgação

Deixe um comentário