Cooperacre participa pela quinta vez da Bio Brazil Fair

Notícias

Com a necessidade de comercialização dos produtos da Amazônia oriundos do extrativismo, em dezembro de 2001, foi fundada a Cooperativa Central de Comercialização Extrativista do Acre (Cooperacre). Hoje, responsável pela maior produção de castanha-do-Brasil beneficiada do país, a Cooperacre é um dos 10 empreendimentos selecionados pela Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Seda), por meio de chamada pública, para participar da Brazil Fair | Bifocal América Latina – Feira Internacional de Produtos Orgânicos e Agroecologia.

A ideia de criar a Cooperacre partiu da palavra união. Era necessária a criação de uma central de cooperativas que reunisse todas as cooperativas de extrativistas do estado, para assim garantir a comercialização dos seus produtos. Localizada em Rio Branco, a Cooperacre está presente em 14 municípios acreanos e tem capacidade para produzir mais de 3.000 toneladas de castanha, e conta com 2.500 cooperados.

A cooperativa é responsável pela industrialização e comercialização de produtos como a castanha do Brasil, polpa de frutas e borracha, e tem se empenhado na necessidade de agregar valor aos produtos e em dar melhor condição de vida aos produtores extrativistas que outrora eram muito explorados pelos seringalistas (donos de seringal). Ademais, aposta no reflorestamento, para que em um prazo estimado entre 10 e 12 anos, o plantio de castanheiras no estado esteja renovado e ajuda impulsionando a economia do estado.

A gerente de vendas da Cooperacre, Melisse Santos de Souza, 37 anos, destaca que já é a quinta vez que participam da feira, sendo a terceira em que ela vai representando a cooperativa. Levando para essa edição a castanha-do-Brasil orgânica, ela espera que seja mais uma oportunidade de divulgação e apresentação do produto.

Participantes da última edição da Biofach trouxeram na bagagem muitas experiências. Melisse afirma que teve um bom retorno por parte dos clientes que os visitaram durante a feira e que estão em negociação com clientes da Alemanha e de Dubai. A respeito da Bio Brazil, acrescenta, “estamos com uma grande expectativa de fecharmos bons negócios para a próxima safra, para que assim possamos alavancar cada vez mais o mercado orgânico brasileiro.”

Bio Brazil Fair

A Bio Brazil Fair| Biofach América Latina é hoje a plataforma oficial do mercado de produtos orgânicos na América Latina. Reúne desde empresas líderes de mercado até pequenos produtores. A Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) apoiará 10 empreendimentos selecionados por meio de chamada pública para participarem do estande coletivo da pasta.

Cada empreendimento terá um espaço preparado para expor, negociar e vender os produtos, além de um catálogo de apresentação comercial e acompanhamento técnico para abertura de novos mercados. Todos os empreendimentos atenderam aos critérios de possuir a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) jurídica e produtos com certificação orgânica reconhecida pela legislação. “A Bio Brazil Fair| Biofach América Latina é uma ótima oportunidade de comercialização para os agricultores familiares. O evento funciona como vitrine para alavancar as vendas do setor, além de fortalecer e reconhecer a agricultura familiar”, afirma o secretário especial da Sead, Jefferson Coriteac.

No estande da Sead serão expostos bebidas e alimentos orgânicos de agricultores familiares que produzem em quantidade e em qualidade. Entre os produtos, os visitantes poderão conhecer e conferir sucos, café torrado e moído, castanhas, geleias, doces, biscoitos, cachaças, cervejas, licores e mel.

 

Fonte – MDA

Foto – Divulgação 

 

Deixe uma resposta