Conselho Deliberativo do Sebrae no Amazonas elege nova presidência e diretoria, para 2019 a 2022

Notícias

Por aclamação, no último dia 16 de novembro, o advogado Muni Lourenço Silva Júnior foi eleito presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae no Amazonas (CDE/AM), para o quadriênio 2019-2022.

“Nossa expectativa é honrar plenamente a confiança em mim depositada de forma unânime pelo colegiado máximo do Sebrae/AM, instituição que tem um papel estratégico para o desenvolvimento econômico e social de nosso querido Amazonas”, destacou Muni Lourenço.

Na prática, o dirigente, que é o atual presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (Faea), assume o comando do Sebrae no Estado a partir do dia 1º de janeiro de 2019, tendo como principal atividade deliberar, junto com os demais 14 membros titulares do CDE/AM, sobre as ações estratégicas da Instituição, ampliar parcerias com os poderes públicos instituídos e entidades de classe, bem como liderar e interagir diretamente com a Diretoria Executiva, a qual responde, em geral, pelas ações operacionais e formulações de ações planejadas e estruturadas.

Também no último dia 16 de novembro, o colegiado do CDE elegeu a nova composição da Diretoria Executiva do Sebrae no Amazonas, para o mesmo período de quatro anos. Para o cargo de diretora-superintendente, foi eleita a economista Lamisse Said da Silva Cavalcanti, que até a presente data ocupa o cargo de diretora-técnica da Instituição.

Por sua vez, a advogada Adrianne Antony Gonçalves foi eleita para o cargo de diretora-técnica do Sebrae no Amazonas. Adrianne Gonçalves ocupa atualmente o cargo do diretora-superintendente do Sebrae no Amazonas.

Por fim, a psicóloga Ananda da Silva Carvalho foi eleita diretora administrativa-financeira da Instituição. Ananda Carvalho é atual titular da Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Desenvolvimento (Semtrad).

“Nossa visão é que o nos próximos quatro anos o Sebrae/AM possa ampliar sua fundamental atuação técnica voltada ao apoio ao empreendedorismo e às micro e pequenas empresas amazonenses. Além disso, são prioridades a consolidação da interiorização das atividades do Sebrae, a contínua valorização dos colaboradores e técnicos da Instituição e, ainda, a colaboração propositiva aos Poderes Públicos visando a melhoria do ambiente de negócios para os pequenos empreendedores, notadamente no tocante a medidas favoráveis à desburocratização e simplificação de procedimentos para o desenvolvimento econômico, geração de emprego e renda”, planeja Muni Lourenço.

Fonte – Sebrae

Foto – Divulgação