Deputado defende implantação de Distrito Agroindustrial em Rio Preto da Eva

Notícias

Em pronunciamento na manhã desta terça-feira, 10, o deputado Adjuto Afonso (PDT), destacou a possível implantação de um Distrito Agroindustrial no município de Rio Preto da Eva. O parlamentar foi procurado por representantes do município para tratar sobre o tema, e se comprometeu em auxiliar nas articulações para concretizar o projeto, que já está finalizado, e surge como uma alternativa econômica.

A comitiva do município foi liderada pelo vereador Adanilo (PDT), acompanhado do Secretário de Turismo, Ronisley Martins; presidente da Associação da Comunidade São Sebastião, Ronildo Aires; Secretário de Eventos da Comunidade Redenção, Manoel Macedo; e, do taxista Wallace Barrera, representando a categoria em Rio Preto da Eva.

“Tenho defendido muito aqui a descentralização da economia, concentrada em Manaus com o Pólo Industrial. Rio Preto é um município com alcance da lei da Zona Franca, é um dos poucos municípios que tem essa abrangência. Fiquei muito entusiasmado e com a Câmara de Vereadores, com o prefeito Anderson (Pros), que já tiveram na Suframa e vão com o governo do estado, para implantar o mais rápido possível esse Distrito Agroindustrial. Sabemos do potencial de Rio Preto da Eva, sem dúvida tem uma agricultura forte, várias estradas vicinais e com esse Distrito implantado, vamos gerar muito emprego pra aquela região, Manaus será abastecida, com a sua produção e, o mais importante disso é a economia diversificada, a exemplo de outros estados”, disse o deputado Adjuto.

O parlamentar ressaltou, ainda, que vai dar todo o apoio através da Frente Parlamentar de Apoio as Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores Individuais (Frempeei) e da Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop). Também pediu apoio dos demais deputados no sentido de avaliar a possibilidade de contemplar o empreendimento inserindo no orçamento do Executivo quando o documento circular na Casa Legislativa.

De acordo com documento apresentado pelos representantes do município, o Distrito Agroindustrial será um modelo econômico de desenvolvimento regional sustentável no estado, gerando emprego e renda, a partir da potencialidade da região, como por exemplo, biojoias, suínos, bovinos, aves, extratos naturais e fitoterápicos, flores, processamento de mandioca, banana e pescado, pequenos móveis, açaí, óleos vegetais, dentre outros.

 

Fonte – Ascom

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta