Estudo mostra que as cooperativas geram 10% dos empregos no Mundo

Notícias

Para Bruno Roelants, secretário-geral da CICOPA, “o emprego é uma das contribuições mais importantes das cooperativas em todo o mundo. Este relatório mostra que as pessoas ligadas às cooperativas constituem uma proporção suficientemente alta para serem consideradas como atores relevantes para a realização da Agenda para o Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas de 2030 e para o debate mundial sobre o “Futuro do Trabalho” que a Organização Internacional do Trabalho vem promovendo. Em outra ordem, o objetivo do estudo é melhorar a metodologia e a qualidade das estatísticas cooperativas.

Isto é particularmente apropriado se se considerar que em 2018 o próximo Congresso de Estatísticos do Trabalho terá lugar. As autoridades públicas e o próprio movimento cooperativo devem prestar especial atenção a este evento “.

No que se refere aos aspectos qualitativos, o relatório também analisa as contribuições concretas das cooperativas para abordar problemas relacionados ao trabalho e ao emprego na economia informal:

– Pessoas que trabalham na economia informal e estão associadas a cooperativas de poupança e crédito, seguros mútuos, crédito multi-ativos ou de consumo têm maiores facilidades para acesso ao crédito, educação e treinamento, bens e serviços acessíveis para atender às suas necessidades básicas e a um certo nível de proteção social com base na solidariedade e na ajuda mútua.

– Produtores e empresários autônomos que se juntam a cooperativas de serviços têm acesso a diversos serviços que os ajudam a alcançar economias de escala e maior poder de barganha.

– No caso dos trabalhadores independentes e dos trabalhadores independentes, cujo número cresceu consideravelmente nas últimas décadas, as cooperativas podem ser utilizadas como uma ferramenta para se organizar em sindicatos ou outras formas de organizações de membros, embora também possam se tornar modelos inovadores. que lhes garante flexibilidade e proteção.

– As cooperativas de trabalho associadas, como organizações que buscam proporcionar um trabalho decente aos seus parceiros de trabalho, podem ser uma solução direta para a formalização do emprego informal.

O relatório conclui afirmando que, para que as cooperativas demonstrem todo o potencial de sua contribuição “um ambiente favorável para seu desenvolvimento e um quadro legal apropriado são necessários”, enquanto “o modelo cooperativo deve ser melhor explicado aos sindicatos, base, ONGs e governos locais “.

 

Fonte – Cicopa

Deixe uma resposta