Idam em Maués entrega mais de 13 mil mudas de guaraná

Notícias

Agricultores familiares de Maués , no interior do Amazonas, receberam 13.500 mudas de guaraná, fruto de um convênio firmado entre a Secretaria de Produção Rural do Amazonas (Sepror) e a Prefeitura de Maués, com o apoio da Ambev. O convênio prevê a entrega de 80 mil mudas de guaraná.

As mudas foram entregues a 75 famílias pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam/Maués), na última quarta-feira (23/01).

O secretário de Estado da Produção Rural (Sepror), Petrúcio Júnior, destaca que “a política de fomento das principais culturas de potencial econômico como o guaraná serão prioridades do Governo Wilson Lima”.

A diretora-presidente do Idam, Eda Maria Oliva, destaca a importância do guaraná para o Amazonas. “Por essa razão a Sepror e o Idam vão fortalecer a cadeia produtiva do guaraná com o objetivo de aumentar a produtividade da cultura do fruto”.

Segundo o convênio firmado, a ação foi dividida em duas etapas. Nesta primeira fase, serão entregues aos agricultores familiares, ou produtores rurais, 40 mil mudas de guaraná, 120 mil mudas de açaí, 10 mil mudas de citros, 30 mil mudas de bananas e 5 mil mudas de pau rosa, no total de 264 hectares de área mecanizada.

Beneficiados – As famílias beneficiadas pelas mudas de guaraná moram na Comunidade Santa Clara, no Rio Urupadi, zona rural de Maués. De acordo com o engenheiro agrônomo do Idam em Maués, Sérgio Marçal, a parceria contempla, ainda, a mecanização da área, adubação de plantio e mudas.

Marçal explica que a recomendação para o plantio do guaranazeiro é que seja feito nos meses de janeiro a março devido ao período de chuvas mais constantes, o que contribui para melhor adaptação da muda.

A preparação para o plantio, salienta o agrônomo, iniciou nos meses de agosto e setembro do ano passado com o preparo do solo. “Recomendamos aos produtores efetuarem esquadrejamento da área, abertura de covas, adubação de plantio, fechamento e piqueteamento para que o local ficasse pronto para receber as mudas. Essa parte já foi concluída. As áreas estão prontas para o plantio e replantio”, detalhou o engenheiro agrônomo.

Após três meses do plantio do guaranazeiro será feita a adubação em cobertura, com os adubos específicos, o que garantirá o bom desenvolvimento do cultivo.

Fonte – Secom/Am

Foto – Divulgação