Mantido veto presidencial ao programa de microcrédito

Notícias

A Câmara dos Deputados manteve, com 202 votos a 73, o veto presidencial ao Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado, que prevê a concessão de pequenos empréstimos a empreendedores de baixa renda.

Com isso, o veto não precisará ser analisado pelo Senado.

Ao sancionar o projeto de lei de conversão oriundo da Medida Provisória 802/17, o presidente Michel Temer vetou dispositivo que fixava em 2% ao mês as taxas de juros efetivas nas operações de microcrédito com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

O dispositivo vetado proibia ainda a cobrança de qualquer outra despesa, à exceção da Taxa de Abertura de Crédito (TAC) de 3% sobre o valor do empréstimo. O restante do texto foi publicado como Lei 13.636/18.

A justificativa para o veto é de “contrariedade ao interesse público” porque o dispositivo, na visão do presidente, dificultaria eventuais ajustes por mudanças na política monetária, afetando a oferta de crédito e os objetivos da política de microcrédito.

 

Fonte – Agência Câmara

Deixe uma resposta