Curso no Amazonas tem como foco o manejo florestal, orientação e técnicas corretas no corte de árvores

Notícias

“Agora eu aprendi o corte da forma correta, de forma que não tenha risco, nem para a gente, nem para as outras árvores”, disse o manejador Rociney Santos. Ele foi um dos participantes do Curso de Técnicas de Corte de Árvores, realizado pelo Instituto Mamirauá, entre os dias 10 e 13 de outubro, na Reserva Mamirauá, Amazonas.

O técnico do Programa de Manejo Florestal Comunitário (PMFC), Rone Parente, explica que a meta do curso não é ensinar o manuseio do motosserra, porque “a maioria das pessoas que participou já é motosserrista e sabe fazer isso muito bem”. O que diferencia o curso é o foco dado às técnicas de corte para que a extração de madeira seja de impacto reduzido ao meio ambiente.

“Nós orientamos sobre métodos de direcionamento de queda de árvore, e formas de corte planejadas de acordo com fatores como a espécie da árvore e a inclinação dela em relação ao solo”, afirma o técnico do Instituto Mamirauá, unidade de pesquisa do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Humberto Batalha, também técnico do Instituto Mamirauá pelo PMFC, foi um dos instrutores da capacitação. Ele ressalta que, com o emprego de técnicas adequadas, é possível “evitar danos à floresta e o desperdício, como a queda acidental de outras árvores que não vão ser comercializadas”.

Prevenção de acidentes

A segurança de quem opera o motosserra é outra diretriz do curso. No conteúdo das aulas e nas práticas na floresta, é reforçado o uso de equipamentos de proteção individual, conhecidos como EPI´s: capacete, luvas, protetor de ouvido, abafador de som, calça anticorte e botas são alguns deles.

Novidades

O Curso de Técnicas de Corte de Árvores é uma agenda do Programa de Manejo Florestal Comunitário do Instituto Mamirauá com as comunidades que realizam, ou estão próximos de efetivar, o manejo florestal na Reserva Mamirauá.

A novidade dessa edição ficou por conta do formato de realização: normalmente feito em cada comunidade, o mais recente curso de motosserrista aconteceu no setor Horizonte, reunindo comunitários de diversos lugares na reserva como Ingá, Sítio Fortaleza e Marirana e também manejadores da cidade de Uarini. A parte teórica do curso foi ministrada no Flutuante Mamirauá, base de atividades do Instituto Mamirauá na região, e a prática foi nas matas de várzea próximas à comunidade Santa Luzia do Horizonte.

“O formato agradou à equipe porque pudemos alcançar um número mais amplo de comunidades, já envolvidas com o manejo florestal ou não”, avalia Rone. “Esperamos que estimule os participantes a serem multiplicadores das técnicas de corte de árvore para impacto reduzido também no cotidiano das comunidades, quando forem extrair madeira para a construção de um flutuante ou uma canoa, por exemplo”.

“A gente aprendeu com o pessoal do manejo como cuidar da floresta e da natureza, que também é daqui que a gente tira o sustento dos nossos filhos”, complementa Rociney, que é manejador na comunidade Marirana.

O Curso de Técnicas de Corte de Árvores faz parte das ações do projeto “Mamirauá: Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade em Unidades de Conservação” (BioREC). O projeto tem financiamento do Fundo Amazônia, gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

 

Fonte – Instituto Mamirauá

Deixe uma resposta