No Amazonas governo lança campanha de vacinação contra febre aftosa, nesta sexta-feira

Notícias

O Governo do Amazonas, por meio da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), órgão vinculado à Secretaria de Produção Rural (Sepror), lança nesta sexta-feira (15/03), a campanha de vacinação “Amazonas sem febre aftosa”, que inicialmente alcançará o rebanho de bovinos e búfalos de 41 municípios da calha do rio Amazonas. O lançamento será em Autazes (a 113 quilômetros de Manaus), com a presença do governador do Amazonas, Wilson Lima.

No município, além de lançar a campanha, o governador e os representantes da Adaf e Sepror assinarão um termo de cooperação técnica entre o Governo do Amazonas, por meio da Adaf e do Fundo de Defesa Agropecuária do Estado do Amazonas (Fundepec), visando o fortalecimento interinstitucional para realização de ações relativas à defesa agropecuária no estado.

A campanha de vacinação nos municípios da calha do rio Amazonas acontece no período de 15 de março a 30 de abril e de 15 de julho a 31 de agosto. Nos 21 municípios restantes, o calendário de vacinação ocorre nos meses de maio a novembro.

No lançamento da campanha haverá, na Agrofazenda Paiva, localizada Estrada AZ-1, Km 01, em Autazes, a aplicação de vacina contra a febre aftosa, palestras para produtores rurais sobre crédito rural, ministrada pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), órgão de assistência técnica do Sistema Sepror e uma apresentação sobre regularização das queijarias do município.

Autazes atualmente conta com mais de 80 mil cabeças de gado e aproximadamente 800 criadores de bovídeos, de acordo com dados da Adaf. Conhecida como a terra do leite, a cidade possui oito indústrias de laticínios cadastradas no Serviço de Inspeção Estadual (SIE) e 86 estão em processo de legalização, a maioria de queijo. Em Autazes, a produção de queijo e manteiga é de dois mil quilos por ano. Já a produção de iorgute e bebida láctea é de aproximadamente 70 mil litros ao ano.

Vacina – A vacina poderá ser adquirida em casas agropecuárias credenciadas pela Adaf ou nos escritórios do Idam, ao preço de R$ 1,90 a R$ 2,10 por dose. De acordo com a Adaf, para esta campanha, a dose da vacina contra a febre aftosa foi reduzida de 5 ml para 2 ml em bovinos e bubalinos, por meio da Instrução Normativa, de nº 11 (IN), do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), do dia 11 de janeiro de 2018, publicada no Diário Oficial da União (DOU).

No Amazonas, no entanto, nos municípios em que o Idam comercializará a vacina será ainda a de 5 ml. Nos municípios que as vacinas serão adquiridas em casas agropecuárias, o produtor poderá adquirir a nova vacina de 2 ml.

Municípios – Os 41 municípios do Amazonas abrangidos pela primeira etapa da campanha são: Alvarães, Amaturá, Anamã, Anori, Atalaia do Norte, Autazes, Barreirinha, Benjamin Constant, Beruri, Boa Vista do Ramos, Borba, Caapiranga, Careiro, Careiro da Várzea, Coari, Codajás, Fonte Boa, Iranduba, Itacoatiara, Itapiranga, Japurá, Jutaí, Manacapuru, Manaquiri, Manaus, Maraã, Maués, Nhamundá, Nova Olinda do Norte, Parintins, Rio Preto da Eva, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença, São Sebastião do Uatumã, Silves, Tabatinga, Tefé, Tonantins, Uarini, Urucará e Urucurituba.

Rebanho – O Amazonas é reconhecido internacionalmente como área livre de febre aftosa com vacinação pela Organização Mundial de Saúde (OIE) desde maio de 2018. A meta agora é alcançar o status de estado livre da febre aftosa sem vacinação. O Amazonas possui um rebanho total de 1.489.894 animais. A campanha nos 41 municípios envolve 532.300 bovídeos.

Em 2018 foram imunizados 481.794 animais, atingindo um índice vacinal de mais de 95% do rebanho vacinado.

Unidades do Idam com vacina – Os municípios que dispõem de vacinas nos escritórios do Idam são: Alvarães, Amaturá, Anamã, Anori, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Beruri, Boa Vista do Ramos, Borba, Caapiranga, Coari, Codajás, Fonte Boa, Japurá, Jutaí, Manaquiri, Itapiranga, Maués, Maraã, Nova Olinda do Norte, Santo Antônio do Iça, São Paulo de Olivença, São Sebastião do Uatumã, Silves, Tabatinga, Tefé, Tonantins e Uarini.

Municípios de Autazes, Barrerinha, Careiro da Várzea, Itacoatiara, Novo Remanso, Manacapuru, Manaus, Nhamundá, Parintins, Urucará e Urucurituba podem encontrar a vacina em casas agropecuárias.

Notificação da Vacina- Assim que vacinar o produtor deverá procurar um escritório do Idam ou da Adaf em seu município e notificar a vacinação.

Penalidades – Quem não vacina e não notifica está passível a penalidades como a multa. Não pode, ainda, retirar Guia de Trânsito Anima (GTA) – documento obrigatório para o trânsito de animal dentro e fora do Estado -, não pode participar de eventos pecuários e tão pouco transportar os animais para comercialização. No Amazonas, a multa é de R$ 40,00 por cabeça de gado não imunizado além de mais R$300,00 por propriedade e pagamento dos custos de deslocamento para ADAF realizar a vacinação, de acordo com a Lei nº 2.923, de 27/10/2004, e Decreto nº 25.583, de 28/12/2005.

 

Fonte – Secom

Foto – Divulgação